Boletim Classificador

Acesse

Boletim Eletrônico

Cadastre-se
Busca

Casamento entre menor e homem já casado causa polêmica na Rússia

Publicado em: 18/05/2015
O casamento entre uma jovem de 17 anos e um chefe de polícia já casado de 46, na República da Chechênia, provocou um escândalo na Rússia, onde a poligamia está proibida por lei.

Apesar das críticas dos defensores dos direitos humanos, o casamento aconteceu no sábado (17) em Grozni, capital da república, com o consentimento do líder checheno, Ramzan Kadyrov, que inclusive dançou com a noiva.

Segundo informa a imprensa local neste domingo, o funcionário que conduziu a cerimônia civil teve que perguntar três vezes à jovem se ela queria se casar antes que ela respondesse afirmativamente.

O jornal independente "Novaya Gazeta" denunciou semanas atrás que a família foi ameaçada com represálias se sua filha Luisa Goilabiyeva, que completou 17 anos no último dia 1º de maio, rejeitasse a proposta de Nazhud Guchigov.

A repórter do jornal, Yelena Milashina, que foi recebida então pela primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, teve que abandonar a Chechênia após receber ameaças por escrever um artigo no qual denunciava que a jovem estava sendo obrigada a casar-se contra sua vontade.

"Tenho a impressão que a Chechênia vive em seu próprio terreno legal. O casamento é uma decisão adotada voluntariamente pelas duas partes. É evidente que este não é o caso", denunciou a conhecida ativista Svetlana Gannúshkina.
Por outro lado, Kadyrov, amigo pessoal do namorado, defendeu o casamento ao assegurar que "os pais deram sua bênção" e que "o amor não enxerga idade".

Kadyrov é um conhecido defensor da poligamia e encorajou muitos homens chechenos a casar-se mais de uma vez, alegando que na república há mais mulheres devido às duas guerras travadas após a queda da União Soviética.

O casamento contou surpreendentemente com o apoio do defensor da infância, Pavel Astajov, que reconheceu que a lei federal proíbe as uniões de menores de 18 anos, mas salientou que as regiões podem introduzir exceções à regra.

Como exemplo mencionou a região de Bashkiria, onde a a idade mínima é de 14 anos e a de Moscou,onde é de 16, após o que ressaltou que no Cáucaso a maturidade sexual chega antes que em outras áreas do país.

Por sua vez, a imprensa russa criticou o fato de que as autoridades façam tanto ênfase em defender a instituição familiar tradicional e proíbam a propaganda homossexual e as adoções por gays e permitam um casamento entre um homem casado e uma menor de idade.

Fonte: G1
Deixe seu comentário
 
 
683273

Código de Conduta da Arpen-SP


  1. O site da Arpen-SP incentiva o debate responsável. Está aberta a todo tipo de opinião. Mas não aceita ofensas.
    Serão deletados comentários contendo:
    • - Insulto
    • - Difamação
    • - Manifestações de ódio e preconceito
  2. É um espaço para a troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua.
    Não serão tolerados:
    • - Ataques pessoais
    • - Ameaças
    • - Exposição da privacidade alheia
    • - Perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento
  3. Por questões de segurança, não serão aceitos comentários contendo comandos, tags ou hiperlinks.
    Se desejar indicar algum site, digite o endereço textualmente.
    Por exemplo: http://www.arpensp.org.br
  4. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado: informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos.
  5. O site defende discussões transparentes. Não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza.
  6. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.
  7. Ao critério da administração do site, serão bloqueados participantes que não respeitarem este conjunto de regras.

Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo
Praça João Mendes, 52 - conj. 1102 - 11º andar - Centro - São Paulo - SP - CEP 01501-000
Fone: (55 11) 3293-1535 - Fax: (55 11) 3293-1539

Nº de Visitas: 132.855.661
Copyright © Assessoria de Comunicação da Arpen-SP

Guará realiza primeiro casamento homoafetivo

LEIA MAIS