Boletim Classificador

Acesse

Boletim Eletrônico

Cadastre-se
Busca

Governo Federal lança oficialmente o Documento Nacional de Identificação (DNI)

Publicado em: 05/02/2018
Brasília (DF) - O Governo Federal anunciou, na manhã desta segunda-feira (05.02), durante cerimônia realizada no Palácio do Planalto, em Brasília (DF), o lançamento do Documento Nacional de Identificação (DNI), que reunirá todos os documentos de identificação civil dos brasileiros em único documento.
 
O DNI, que inicialmente funcionará na versão piloto, com a participação de servidores do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é vinculado à base de dados de biometria do TSE, do Sistema Nacional de Informações de Registro Civil (Sirc), criado pelo Poder Executivo federal, e da Central Nacional de Informações do Registro Civil (CRC Nacional), instituída pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e mantida pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil).


 
O presidente Michel Temer ressaltou que o documento será reconhecido pela praticidade, uma vez que poderá ser acessado pelo telefone, e também pela segurança, pois possibilitará o cruzamento de dados, diminuindo as possibilidades de fraudes. “Este é um momento revelador da modernização do Estado brasileiro e é dever colocarmos a evolução tecnológica a serviço do cidadão, o que fazemos hoje com o piloto do DNI”.
 
Também presente à cerimônia, o ministro do Planejamento e Desenvolvimento, Dyogo Oliveira, reforçou a ideia de um documento moderno e que se enquadra às necessidades dos dias atuais. “A identificação da pessoa será inquestionável. Isso trará muito mais confiabilidade para as relações, e o acesso aos serviços públicos, a partir daí, se tornará mais fácil”.



Para a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, o documento, além de evitar fraudes, também facilitará o acesso a serviços públicos. A procuradora também destacou a importância do decreto que estabelece o documento provisório de registro nacional migratório, também assinado durante a cerimônia, e que fortalecerá o acesso a serviços públicos de refugiados de outros países.
 
Disponível para as plataformas Android e IOS, o DNI poderá ser baixado no celular. Após esta etapa, será feito um pré-cadastro e o cidadão deverá se dirigir a um posto do Comitê Gestor da Identificação Civil Nacional (ICN) para validá-lo. O DNI ficará armazenado na memória do celular.
 
Luis Carlos Vendramin Junior, vice-presidente da Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil), representou os registradores civis no lançamento. Segundo Vendramin, com essa tecnologia será possível fazer a identificação de pessoas com mais precisão, e esse é o ponto central desse documento. “Agora uma plataforma vai conversar com a outra”.
 
Vendramin acrescentou ainda que estão trabalhando em um projeto para que os cartórios façam também as coletas biométricas e a emissão do DNI.



Para o deputado Júlio Lopes (PP-RJ), que representou o Legislativo durante a cerimônia, os registradores civis são peça estrutural do processo civil de identificação e do Documento Nacional de Identidade. “Eles participaram em todo o processo e farão parte de coleta de dados para que possamos expandir o sistema de biometria e chegar o mais rápido com toda a sociedade brasileira documentada com o Documento Nacional de Identidade”
 
O evento também teve a participação dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes e Dias Tóffoli.

Fonte: Assessoria de Comunicação
Deixe seu comentário
 
 
608619

Código de Conduta da Arpen-SP


  1. O site da Arpen-SP incentiva o debate responsável. Está aberta a todo tipo de opinião. Mas não aceita ofensas.
    Serão deletados comentários contendo:
    • - Insulto
    • - Difamação
    • - Manifestações de ódio e preconceito
  2. É um espaço para a troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua.
    Não serão tolerados:
    • - Ataques pessoais
    • - Ameaças
    • - Exposição da privacidade alheia
    • - Perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento
  3. Por questões de segurança, não serão aceitos comentários contendo comandos, tags ou hiperlinks.
    Se desejar indicar algum site, digite o endereço textualmente.
    Por exemplo: http://www.arpensp.org.br
  4. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado: informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos.
  5. O site defende discussões transparentes. Não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza.
  6. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.
  7. Ao critério da administração do site, serão bloqueados participantes que não respeitarem este conjunto de regras.

Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo
Praça João Mendes, 52 - conj. 1102 - 11º andar - Centro - São Paulo - SP - CEP 01501-000
Fone: (55 11) 3293-1535 - Fax: (55 11) 3293-1539

Nº de Visitas: 121.790.973
Copyright © Assessoria de Comunicação da Arpen-SP

Clipping - Agência Brasil - Cartórios poderão emitir RG e passaportes

LEIA MAIS