Boletim Classificador

Acesse

Boletim Eletrônico

Cadastre-se
Busca

Regional de Sorocaba promove 1º Encontro de Registro Civil em Itapetininga

Publicado em: 14/04/2017
Itapetininga (SP) - Durante toda a quarta-feira (12/04) foi realizado no condomínio Ouroville, em Itapetininga, o 1º Encontro do Registro Civil da Regional de Sorocaba, que teve como objetivo promover a integração e debater temas atuais e importantes da atividade com os novos oficiais. Clique aqui e veja todas as fotos do Encontro
 
Durante todo dia, cinco painéis foram formados para debater os mais diversos temas de interesse da atividade registral, como a Central de Informações do Registro Civil (CRC), o Apostilamento da Haia, o reconhecimento de paternidade socioafetiva, os perigos da gratuidade no Registro Civil e procuração pública, ministrados por oficiais que compartilharam, através de uma conversa informal com os presentes, muitos deles recém empossados nas serventias, os principais desafios que a carreira proporciona.
 
No primeiro painel do dia, foram abordadas as principais implicações práticas do Apostilamento da Haia. A mesa que coordenou a conversa foi dirigida pela diretora da Arpen-SP, Karine Boselli, pelas diretoras regionais da capital, Liana Mimary, e de Sorocaba, Naila de Rezende Khuri, além da substituta do 17º Tabelionato de Notas de São Paulo, Ludmile Soares, que destacaram os principais desafios para a realização do trabalho do apostilamento, bem como sua origem, características do selo da Haia, os cuidados na tradução e ao apostilar documentos antigos, em sua maioria diplomas universitários de instituições. Para Karine, eventos como este servem para promover a união da classe em prol do fortalecimento. “A presença de todos valoriza a importância da união da classe, principalmente aqui da região, e assim compartilhamos as nossas experiências, o que é importante para manter nosso trabalho sempre atualizado”, disse Karine.
 
O segundo painel do dia teve como tema principal tema as experiências enfrentadas pelos oficiais no reconhecimento de paternidade socioafetiva. A mesa foi composta pelo oficial do 1º Subdistrito de Registro Civil de Sorocaba, Sebastião Santos da Silva, por Liana Mimary, pela oficial do 1º Subdistrito de Itapetininga, Renata Basseto Ruiz e pelo oficial do cartório de Registro Civil de Ibiúna, Alexsandro Silva Trindade.
 
Na ocasião, falaram sobre os desafios do reconhecimento socioafetivo e também sobre a influência do Provimento nº 52, que fala sobre o registro para os nascidos via fertilização in Vitro. “Acho que foi extremamente importante a realização deste evento, porque é fundamental o entrosamento total dos colegas, inclusive de outras naturezas como notas e protestos, porque hoje não é mais possível que os cartórios disputem entre si”, disse Sebastião. “Estou participando com muita satisfação e na medida do possível orientamos e pedimos orientações aos colegas", disse Silva, que também realçou a ampliação desta iniciativa para as outras regiões. "Acho que estes encontros deveriam se repetir em outras regiões, pois será de grande importância devido a necessidade de não sermos apenas colegas, e sim amigos e instrutores”, destacou.
 
A Central de Informações do Registro Civil (CRC), foi o assunto abordado no 3º painel, ministrado por Alexsandro Silva Trindade, do Registro Civil de Ibiúna. Foram abordadas a importância das recentes ferramentas criadas pela Arpen-SP, como o E-protocolo, E-proclamas, CRC Jud (provimento nº 19 da CGJ-SP),do Software Inteligente da Arpen-SP (SOFIA) e da Central de Informações do Registro Civil (CRC). Para o palestrante “a CRC é a ferramenta que possibilita que façamos um trabalho de melhor qualidade para o usuário, e é isto, a qualidade no serviço, que é o que vai garantir a sobrevivência do Registro Civil”, disse. Trindade também orientou para que sempre se mantenham atualizados sobre as novidades tecnológicas que podem, com o decorrer do tempo, prejudicar o trabalho dos notários e registradores, entre eles o Blockchain.
 
No quarto painel, a diretora da regional de Sorocaba, Naila Khuri, juntamente com o diretor da regional da Grande São Paulo, Gustavo Renato Fiscarelli, alertaram a todos sobre os perigos da gratuidade. “Um dos objetivos deste evento foi justamente reunir o máximo de registradores possíveis para que possamos padronizar uma estratégia para diminuirmos o número de gratuidades concedidas nos casamentos”, disse Naila. Gustavo Fiscarelli citou um caso recente que encontrou no cartório. “Estes dias um casal chegou no cartório para pedir a gratuidade no casamento, mas o noivo colocou no balcão um Iphone 7. Recusei a gratuidade, mas argumentei com ele até convencê-los a pagar”, disse.
 
O último painel do dia foi ministrado pelo Oficial de Pirapitingui, distrito do Município de Itu, que, com o apoio do novo Código de Processo Civil Comentado, ministrou uma aula aos presentes sobre procuração pública, alienação fiduciária e a procedência na elaboração do trabalho notarial e registral.
 
Para os que estavam presentes no evento, os painéis agregaram grandes conhecimentos independente da natureza do cartório, como disse a escrevente do Tabelionato de Notas de Votorantim, Amadi Melo Cesar Vitalino. “O que me trouxe até aqui foi a questão do apostilamento, por que como é um serviço novo estamos tentando aprender de todos os modos a forma de trabalhar, e digo que todas as minhas dúvidas foram esclarecidas nestes painéis. Por ser uma conversa informal, onde temos a liberdade de expor nossas dúvidas, a assimilação das informações foi bem mais fácil”, ressaltou.
 
Leandro Lima Lopes, Registrador Civil de São Miguel Arcanjo, se disse feliz pelo evento e por todos que compareceram ao Encontro. “Fiquei muito feliz com a adesão ao evento, tanto dos nossos colegas de RCPN como de outras especialidades, ainda mais por ser o primeiro encontro nesta regional”, disse. “Acho que temos que buscar a união, trocar ideias independente da natureza, ter este contato com todos do extrajudicial não só por e-mail ou Whatsapp, mas pessoalmente também, o que só reforça ainda mais os laços entre nós”, afirmou.

Fonte: Assessoria de Comunicação
Deixe seu comentário
 
 
666476

Código de Conduta da Arpen-SP


  1. O site da Arpen-SP incentiva o debate responsável. Está aberta a todo tipo de opinião. Mas não aceita ofensas.
    Serão deletados comentários contendo:
    • - Insulto
    • - Difamação
    • - Manifestações de ódio e preconceito
  2. É um espaço para a troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua.
    Não serão tolerados:
    • - Ataques pessoais
    • - Ameaças
    • - Exposição da privacidade alheia
    • - Perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento
  3. Por questões de segurança, não serão aceitos comentários contendo comandos, tags ou hiperlinks.
    Se desejar indicar algum site, digite o endereço textualmente.
    Por exemplo: http://www.arpensp.org.br
  4. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado: informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos.
  5. O site defende discussões transparentes. Não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza.
  6. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.
  7. Ao critério da administração do site, serão bloqueados participantes que não respeitarem este conjunto de regras.

Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo
Praça João Mendes, 52 - conj. 1102 - 11º andar - Centro - São Paulo - SP - CEP 01501-000
Fone: (55 11) 3293-1535 - Fax: (55 11) 3293-1539

Nº de Visitas: 117.307.867
Copyright © Assessoria de Comunicação da Arpen-SP

Arpen-BR promove em Brasília (DF) 1º Encontro de Entidades do Registro Civil Classe

LEIA MAIS