Boletim Classificador

Acesse

Boletim Eletrônico

Cadastre-se
Busca

Adolescente maior de 13 anos pode entrar em avião sem documento com foto, diz juiz

Publicado em: 10/07/2017
Em respeito aos princípios da proporcionalidade e da razoabilidade, adolescentes com até 18 anos têm o direito de viajar de avião sem a necessidade de apresentar documento com foto, já que isso é permitido para menores de 12 anos. Assim decidiu o juiz federal substituto da 13ª Vara Federal Rodrigo de Souza, que autorizou uma menina de 13 anos a embarcar portando apenas a certidão de nascimento.

Souza entendeu que não tem efeito resolução de 2016 da Agência Nacional de Aviação Civil que restringia a possibilidade a menores de 12 anos. Ao fazer essa diferenciação, afirma o magistrado, a Anac ofende princípios basilares da Constituição Federal. Ele também ressalta que a agência permite, em vôos domésticos, o embarque sem documento com foto em situações excepcionais, como em casos de roubos e furtos, desde que se apresente um Boletim de Ocorrência emitido pela autoridade de segurança pública competente.

A ação foi ajuizada contra a Anac e contra a Gol Linhas Aéreas. O juiz, no entanto, afirma que a companhia não cometeu nenhuma ilegalidade, apesar de ter causado prejuízo à jovem.

O advogado Jacó Coelho atuou no caso e afirma que, apesar de ter agido no exercício da atividade regulamentar, a Anac, ao inviabilizar a utilização da certidão de nascimento para adolescentes, gera uma situação de ofensa aos princípios da proporcionalidade e da razoabilidade.
Nesse caso específico, ele explica que a jovem tinha até uma autorização judicial. “A menor pretendia viajar no território nacional com a própria genitora, possui certidão, CPF e autorização de viagem emitida pelo Juízo de Direito da Infância e da Juventude. É razoável supor que ainda não tenha carteira de identidade ou passaporte. Logo, não vejo qualquer justificativa para a exigência do documento com foto”, defende.

O magistrado deferiu a antecipação dos efeitos de tutela para conceder autorização de viagem. Em caso de descumprimento, a companhia aérea está sujeita à multa diária de R$ 1 mil.

Fonte: ConJur
Deixe seu comentário
 
 
57376

Código de Conduta da Arpen-SP


  1. O site da Arpen-SP incentiva o debate responsável. Está aberta a todo tipo de opinião. Mas não aceita ofensas.
    Serão deletados comentários contendo:
    • - Insulto
    • - Difamação
    • - Manifestações de ódio e preconceito
  2. É um espaço para a troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua.
    Não serão tolerados:
    • - Ataques pessoais
    • - Ameaças
    • - Exposição da privacidade alheia
    • - Perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento
  3. Por questões de segurança, não serão aceitos comentários contendo comandos, tags ou hiperlinks.
    Se desejar indicar algum site, digite o endereço textualmente.
    Por exemplo: http://www.arpensp.org.br
  4. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado: informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos.
  5. O site defende discussões transparentes. Não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza.
  6. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.
  7. Ao critério da administração do site, serão bloqueados participantes que não respeitarem este conjunto de regras.

Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo
Praça João Mendes, 52 - conj. 1102 - 11º andar - Centro - São Paulo - SP - CEP 01501-000
Fone: (55 11) 3293-1535 - Fax: (55 11) 3293-1539

Nº de Visitas: 116.905.185
Copyright © Assessoria de Comunicação da Arpen-SP

Editais de Citação

LEIA MAIS