Boletim Classificador

Acesse

Boletim Eletrônico

Cadastre-se
Busca

IBDFAM - Cartórios poderão realizar mediação e conciliação para solucionar conflitos

Publicado em: 05/04/2018
Visando ampliar a oferta de métodos consensuais de soluções de conflitos no País, os cartórios agora estão autorizados a oferecer procedimentos de mediação e conciliação, o que anteriormente era exclusivo dos Tribunais de Justiça. A nova disposição vem do Provimento 67, de março de 2018, da Corregedoria Nacional de Justiça. De acordo com o seu artigo 2º, os procedimentos nos serviços notariais e de registro serão facultativos.
 
A autorização para os cartórios interessados deverá ter processo regulamentado pelos Núcleos Permanentes de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (NUPEMEC) e pelas corregedorias-gerais de justiça dos estados e do Distrito Federal e dos Territórios. Será necessário capacitar, a cada dois anos, o funcionário que atuar como mediador.
 
Para Ana Gerbase, presidente da Comissão de Mediação do Instituto Brasileiro de Direito de Família - IBDFAM, a ampliação da oferta da mediação de conflitos à população é sempre bem-vinda, desde que cuidadosa. A partir do momento que se tem maior oferta na prestação dos serviços, pode-se alcançar um  maior número de pessoas interessadas. No entanto, ela lembra que não se pode perder de vista a responsabilidade com a capacitação do profissional que desempenhará tal função, judicial ou extrajudicialmente.
 
A participação do advogado é obrigatória e necessária. Não nas sessões propriamente, mas na assistência jurídica que o mediador não pode dar. Um acordo elaborado sem os cuidados necessários poderá causar prejuízos às partes envolvidas. Caberá ao mediador encaminhá-las ao defensor público por exemplo, para que recebam a devida orientação jurídica”, afirma.
 
Ana Gerbase ressalta que a presença de advogados é importante também por que, muitas vezes, a mediação e a conciliação se confundem. O mediador atua nos casos das partes com vínculos anteriores, como nas questões envolvendo conflitos familiares. E isso é totalmente diferente, segundo ela, da função do conciliador.
 
Também por isso, a advogada enfatiza a importância da capacitação dos funcionários a cada dois anos, como determinado pelo Provimento 67. “O mediador familiar necessita de uma formação especializada, voltada para o sistema família, capaz de entender cada dinâmica específica, como diferentes culturas, diferentes construções familiares, olhar as crianças dentro dos conflitos parentais etc”, afirma.

Fonte: IBDFAM
Deixe seu comentário
 
 
622391

Código de Conduta da Arpen-SP


  1. O site da Arpen-SP incentiva o debate responsável. Está aberta a todo tipo de opinião. Mas não aceita ofensas.
    Serão deletados comentários contendo:
    • - Insulto
    • - Difamação
    • - Manifestações de ódio e preconceito
  2. É um espaço para a troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua.
    Não serão tolerados:
    • - Ataques pessoais
    • - Ameaças
    • - Exposição da privacidade alheia
    • - Perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento
  3. Por questões de segurança, não serão aceitos comentários contendo comandos, tags ou hiperlinks.
    Se desejar indicar algum site, digite o endereço textualmente.
    Por exemplo: http://www.arpensp.org.br
  4. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado: informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos.
  5. O site defende discussões transparentes. Não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza.
  6. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.
  7. Ao critério da administração do site, serão bloqueados participantes que não respeitarem este conjunto de regras.

Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo
Praça João Mendes, 52 - conj. 1102 - 11º andar - Centro - São Paulo - SP - CEP 01501-000
Fone: (55 11) 3293-1535 - Fax: (55 11) 3293-1539

Nº de Visitas: 123.848.975
Copyright © Assessoria de Comunicação da Arpen-SP

Edital de Citação e Bem de Família

LEIA MAIS