Boletim Classificador

Acesse

Boletim Eletrônico

Cadastre-se
Busca

Fórum Nacional das Corregedorias divulga Carta do I Fonacor

Publicado em: 02/07/2019
Brasília (DF) - A 1ª edição do Fórum Nacional das Corregedorias (Fonacor) foi encerrada na última quinta-feira (27/06). O evento foi realizado na sede do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em Brasília, e promoveu discussões a respeito dos desafios enfrentados pelo Poder Judiciário no século XXI.
 
O discurso de encerramento foi feito pelo corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, que fez a leitura da Carta do I Fonacor com as deliberações de:
  • Estimular os Tribunais de Justiça dos Estados e do Distrito Federal a cumprir as metas do Conselho Nacional de Justiça, estabelecidas no Encontro Nacional do Judiciário, realizado em Foz do Iguaçu, em dezembro de 2018.
  • Estimular o cumprimento dos prazos previstos Resolução CNJ nº 185 de 18 de dezembro de 2013, alterada pela Resolução CNJ nº 242 de 9 de setembro de 2016 para que seja implantado o Sistema Processo Judicial Eletrônico, conforme prescreve seu artigo 34. 
  • Incentivar a fiscalização da atividade Notarial e Registral por meio do processo eletrônico.
  • Fiscalizar o prazo de 100 dias para a movimentação dos processos prioritários e críticos.
  • Instituir grupo de trabalho para desenvolver o sistema PJeCor da indústria, a ser adotado por todas as Corregedorias para o controle do fluxo de procedimentos administrativos e disciplinares.

Após a leitura da carta, o ministro agradeceu aos participantes e colaboradores do Fonacor. “As corregedorias saem daqui mais fortes pelos projetos em comum que desenvolveram e principalmente pela troca de experiência através do conhecimento do diálogo aberto”, ressaltou.

A mesa de encerramento foi composta pelas juízas auxiliares da Corregedoria do CNJ,  Kelly Cristina Oliveira Costa e Nartir Weber; pela juíza do CCNJ, Silvana Cansanção; pelos juízes auxiliares da Corregedoria do CNJ, Alexandre Chini e Daniel Carnio Costa; pelo juiz auxiliar da presidência do CNJ, Bráulio Gusmão;  pelo presidente do Colégio dos Corregedores, Fernando Cerqueira Norberto; pelo coordenador do Fórum Nacional dos Corregedores-Gerais da Justiça, desembargador Fernando Tourinho; pelo juiz auxiliar da Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça, Márcio Luiz Coelho de Freitas; pela juíza do trabalho Débora Heringer Megiorin; pelo juiz Federal Miguel Ângelo Alvarenga Lopes; e pelos juízes auxiliares da corregedoria do CNJ, Sandra Silvestre e Luiz Barrichello.

Apresentação do projeto e dos fluxos atualizados do PjeCor

Durante o I Fórum Nacional das Corregedorias (Fonacor), o juiz auxiliar da Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça, Márcio Luiz Coelho de Freitas apresentou um projeto com fluxos atualizados do Processo Judicial Eletrônico (PJe) e a partir disso, foi aberta discussão com os corregedores inscritos no Fórum que esclareceram dúvidas e apresentaram sugestões a respeito do projeto. 

Fonte: Anoreg/BR
Deixe seu comentário
 
 
82680

Código de Conduta da Arpen-SP


  1. O site da Arpen-SP incentiva o debate responsável. Está aberta a todo tipo de opinião. Mas não aceita ofensas.
    Serão deletados comentários contendo:
    • - Insulto
    • - Difamação
    • - Manifestações de ódio e preconceito
  2. É um espaço para a troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua.
    Não serão tolerados:
    • - Ataques pessoais
    • - Ameaças
    • - Exposição da privacidade alheia
    • - Perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento
  3. Por questões de segurança, não serão aceitos comentários contendo comandos, tags ou hiperlinks.
    Se desejar indicar algum site, digite o endereço textualmente.
    Por exemplo: http://www.arpensp.org.br
  4. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado: informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos.
  5. O site defende discussões transparentes. Não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza.
  6. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.
  7. Ao critério da administração do site, serão bloqueados participantes que não respeitarem este conjunto de regras.

Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo
Praça João Mendes, 52 - conj. 1102 - 11º andar - Centro - São Paulo - SP - CEP 01501-000
Fone: (55 11) 3293-1535 - Fax: (55 11) 3293-1539

Nº de Visitas: 130.032.979
Copyright © Assessoria de Comunicação da Arpen-SP

Clipping – Conjur - STJ vai discutir impactos da Lei Geral de Proteção de Dados em agosto

LEIA MAIS