Boletim Classificador

Acesse

Boletim Eletrônico

Cadastre-se
Busca

Arpen/SP realiza curso de Grafotécnica, Documentoscopia e Falsidade Documental em Bauru

Publicado em: 02/12/2019
No sábado (30.11), a Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo (Arpen/SP) promoveu a última edição do curso de Grafotécnica, Documentoscopia e Falsidade Documental de 2019, em Bauru. O evento, que reuniu 24 pessoas, foi palestrado pela perita judicial Mara Cristina Tramujas Calabrez Ramos, no Ibis Styles Hotel.

Antes do início da aula, o diretor da regional de Bauru da Arpen/SP, Alexandre Mateus de Oliveira, ressaltou a importância de se atualizar em relação aos novos tipos de fraudes que surgem no País. “É importante, pelo menos, a cada dois anos fazer esse curso para se reciclar. Temos que estar sempre com a equipe atualizada em relação a novas tentativas de falsificação”, afirmou.



Em seguida, a professora com mais de 10 anos de experiência na área iniciou a palestra comentando a importância de os cartórios terem um Procedimento Operacional Padrão (POP) para fazer a identificação de fraudes. “A nossa ideia é que você trabalhe dentro de uma metodologia e essa metodologia seja igual a dos seus colegas. Se você tem um padrão, fica muito mais fácil de reconhecer as falhas quando elas acontecem”, explicou a especialista.

De acordo com a perita, dentro da documentoscopia um dos objetivos fundamentais é determinar quando um documento é autêntico ou não, e determinar a sua autoria. Para fazer essa análise o profissional tem três itens: o próprio documento, isto é, os papéis e os elementos de segurança, o grafismo e o maquinário. “Esse tripé é que vai nos dar a qualidade do documento”, afirmou a professora.



Outro fator destacado por Mara durante o curso foi a importância de prestar atenção no comportamento dos clientes do cartório, a fim de identificar possíveis fraudadores. “A observação é essencial no seu atendimento ao cliente. Olhe nos olhos das pessoas, converse. Normalmente, fraudadores vêm ao cartório focados exatamente em assinar os documentos e não estão preparados para perguntas”, declarou.

Durante o curso, os alunos ainda tiveram a oportunidade de fazer, na prática, a comparação de assinaturas, usando instrumentos como lupas e luzes especiais. “Sem equipamento não tem como trabalhar. Não dá para apostar todas as suas fichas no olho”, afirmou a professora, em relação a importância de os oficiais disponibilizarem o maquinário correto para os funcionários.



Por fim, a especialista ressaltou as diferenças entre um documento digital, que nasceu em meio eletrônico, e o digitalizado, que tem origem em meio físico e depois foi passado para o digital. Segundo a especialista, as novas tecnologias impuseram, também, desafios novos para a identificação de fraudes. “Quando você digitaliza um documento, você pode fazer o que quiser com ele no computador”, comentou.

Opinião de quem participou

“Além de uma reciclagem, o curso reforça os elementos de segurança, dá dicas de como mudar a rotina do cartório em atendimento, focando sempre na segurança jurídica. Saio do curso 100% satisfeito”, Alfredo Fernandes, oficial Registro Civil de Ibitinga.

“O curso chama a nossa atenção para situações que podem passar batidas no dia a dia, e as consequências que podem surgir desses momentos de distração”, Jennifer Costa, escrevente do Registro Civil de Lins.

“O curso nos passa a segurança de, por meio do Procedimento Operacional Padrão, poder identificar pelo menos 80% das fraudes, como a professora ressaltou”, Francine Guicho, escrevente do Registro Civil e Notas de Espírito Santo do Turvo.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Deixe seu comentário
 
 
188992

Código de Conduta da Arpen-SP


  1. O site da Arpen-SP incentiva o debate responsável. Está aberta a todo tipo de opinião. Mas não aceita ofensas.
    Serão deletados comentários contendo:
    • - Insulto
    • - Difamação
    • - Manifestações de ódio e preconceito
  2. É um espaço para a troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua.
    Não serão tolerados:
    • - Ataques pessoais
    • - Ameaças
    • - Exposição da privacidade alheia
    • - Perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento
  3. Por questões de segurança, não serão aceitos comentários contendo comandos, tags ou hiperlinks.
    Se desejar indicar algum site, digite o endereço textualmente.
    Por exemplo: http://www.arpensp.org.br
  4. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado: informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos.
  5. O site defende discussões transparentes. Não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza.
  6. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.
  7. Ao critério da administração do site, serão bloqueados participantes que não respeitarem este conjunto de regras.

Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo
Praça João Mendes, 52 - conj. 1102 - 11º andar - Centro - São Paulo - SP - CEP 01501-000
Fone: (55 11) 3293-1535 - Fax: (55 11) 3293-1539

Nº de Visitas: 133.744.494
Copyright © Assessoria de Comunicação da Arpen-SP

Mediação extrajudicial é tema de Painel do XXI Congresso Brasileiro de Direito Notarial e de Registro

LEIA MAIS