Boletim Classificador

Acesse

Boletim Eletrônico

Cadastre-se
Busca

Lançamento da obra “O Registro Civil em artigos: os Ofícios da Cidadania como protagonistas de um Novo Tempo” encerra o primeiro dia do Conarci 2020

Publicado em: 20/11/2020
A obra que reúne 71 artigos em quatro volumes é resultado do projeto de Responsabilidade Institucional da Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil)
 
O encerramento do primeiro dia do Congresso Nacional do Registro Civil – Conarci 2020 foi marcado pelo lançamento do livro “O Registro Civil em artigos: os Ofícios da Cidadania como protagonistas de um novo tempo”, resultado do projeto de Responsabilidade Institucional da Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil). A coordenadora do projeto, Marcia Rosália Schwarzer subiu ao palco ao lado do presidente da Arpen-Brasil, Arion Toledo Cavalheiro Júnior expor o caminho percorrido para o desenvolvimento da obra.
 
Marcia Schwarzer começou sua fala agradecendo o empenho de todos os envolvidos no projeto, que teve como coorientador o registrador civil Izaías Ferro Júnior, e Martha El Debs como coordenadora. A coleção é formada por quatro volumes, com um total de 71 artigos produzidos por registradores, tabeliães, juristas e demais colaboradores de 17 estados brasileiros. Oito dos autores, presentes no Conarci 2020, subiram ao palco para falar sobre o trabalho desenvolvido.

 
Daniel Sampaio, presidente da Associação dos Registradores Civis das Pessoas Naturais do Estado da Bahia (Arpen/BA), escreveu o artigo intitulado “As consequências negativas do Provimento nº 107 do Conselho Nacional de Justiça para a Central Nacional de Registro Civil de Pessoas Naturais, para os registradores civis de pessoas naturais e para a sociedade”, parabenizou a todos pelo resultado do projeto e disse que espera contribuir para a reflexão sobre a atividade registral brasileira.
 
O registrador civil de Euclides da Cunha/BA, Anderson Mascarenhas produziu o artigo nomeado “O Registro Civil das Pessoas Naturais diante das transformações digitais e a Lei Geral de Proteção de Dados”. Já o artigo desenvolvido por Rafael Canela, advogado e assessor jurídico do Instituto do Registro Civil de Pessoas Naturais do Estado do Paraná (Irpen/PR), versa sobre o “Registro de óbito eletrônico”. Ele se declarou honrado por participar de um projeto que irá impactar positivamente o RCPN.
 
A advogada Cristina Tonet Colodel escreveu, junto com seu marido Anderson Tonet Colodel, o artigo chamado “Alteração do regime de bens e segurança jurídica”. Ela contou que está prestando concurso público para Cartórios do Paraná, e espera, ano que vem, poder participar do Conarci 2021 como registradora civil. Viviane Felix, registradora civil em Juazeiro/BA, desenvolveu o artigo “Alteração de nome e gênero diretamente no Registro Civil”, com o viés da legislação portuguesa e do ativismo judicial brasileiro. “Quero registrar a minha gratidão a todos os envolvidos na criação desta obra”, afirmou.  
 

Yuri Amorim da Cunha é registrador civil em Sarandi/PR e atual diretor acadêmico do Irpen/PR, e foi o responsável por escrever o artigo chamado “Registro de nascimento de filho de estrangeiros no Brasil”. Ele parabenizou a todos os envolvidos na realização do Conarci 2020: “o evento vem sendo muito bonito e esclarecedor em diversos pontos que até então não haviam sido debatidos”.
 
Outro artigo integrante da coleção é o denominado “Paternidade socioafetiva, alteração do nome civil e questões sucessórias”, escrito pela registradora civil de Atalanta/SC, Vanessa Bitencourt. Por fim, também subiu ao palco a oficial de Ituporanga/SC, Rafaela Pimentel, responsável pelo artigo “Mediação familiar em casamentos com base no direito comparado a ser utilizado pelos Cartórios de Registro Civil no Brasil, utilizando como parâmetro o estado de Santa Catarina”.
 
Após as apresentações dos autores, o presidente da Arpen-Brasil parabenizou todos os envolvidos, especialmente a criadora do projeto, Marcia Rosália Schwarzer. Segundo ele, o projeto representa um incentivo aos colegas intelectuais a produzirem material de qualidade sobre a atividade registral. “Essa obra é um marco, já que nunca tivemos um livro próprio de uma entidade do Registro Civil. Parabéns a todos!”, finalizou.


Fonte: Assessoria de Comunicação da Arpen-Brasil
Deixe seu comentário
 
 
741339

Código de Conduta da Arpen-SP


  1. O site da Arpen-SP incentiva o debate responsável. Está aberta a todo tipo de opinião. Mas não aceita ofensas.
    Serão deletados comentários contendo:
    • - Insulto
    • - Difamação
    • - Manifestações de ódio e preconceito
  2. É um espaço para a troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua.
    Não serão tolerados:
    • - Ataques pessoais
    • - Ameaças
    • - Exposição da privacidade alheia
    • - Perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento
  3. Por questões de segurança, não serão aceitos comentários contendo comandos, tags ou hiperlinks.
    Se desejar indicar algum site, digite o endereço textualmente.
    Por exemplo: http://www.arpensp.org.br
  4. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado: informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos.
  5. O site defende discussões transparentes. Não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza.
  6. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.
  7. Ao critério da administração do site, serão bloqueados participantes que não respeitarem este conjunto de regras.

Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo
Praça João Mendes, 52 - conj. 1102 - 11º andar - Centro - São Paulo - SP - CEP 01501-000
Fone: (55 11) 3293-1535 - Fax: (55 11) 3293-1539
E-mail: arpensp@arpensp.org.br

Nº de Visitas: 141.810.347
Copyright © Assessoria de Comunicação da Arpen-SP

Palestra aborda necessidade de mudanças nos atos registrais praticados pelos consulados brasileiros no exterior

LEIA MAIS