Boletim Classificador

Acesse

Boletim Eletrônico

Cadastre-se
Busca

Notícias do Diário Oficial - Especial 6º Concurso

Publicado em: 26/01/2010
CONCURSO EXTRAJUDICIAL

COMUNICADO Nº 172/2010
PROCESSO Nº 2009/73633


A Corregedoria Geral da Justiça DETERMINA aos Prepostos Designados para responder pelo expediente das Delegações Vagas levadas ao 6º Concurso Público de Provas e Títulos para Outorga de Delegações de Notas e de Registro do Estado de São Paulo - Delegações de Registro Civil das Pessoas Naturais, que deverão franquear aos candidatos aprovados no referido certame, o exame de toda a documentação das Unidades, seus livros e classificadores, incluindo a escrituração da movimentação financeira do serviço e da vida funcional dos servidores. SOLICITA, AINDA, que seja observado por ambas as partes o indispensável dever de cortesia.
(26, 27 e 28/01/2010)

COMUNICADO Nº 173/2010
PROCESSO Nº 2009/73633


A Corregedoria Geral da Justiça COMUNICA aos candidatos aprovados no 6º Concurso Público de Provas e Títulos para Outorga de Delegações de Notas e de Registro do Estado de São Paulo - Delegações de Registro Civil das Pessoas Naturais, que sem prejuízo de sua direta consulta nas delegações vagas, também será franqueada e estarão à disposição, a partir de 26 de janeiro p.f., das 10:00 às 18:00 hs, nas dependências da Diretoria da Corregedoria Geral da Justiça - DICOGE 1.1, situada na Praça Pedro Lessa, nº 61, 4º andar - Centro - São Paulo, a CONSULTA PESSOAL OU MEDIANTE PROCURAÇÃO, dos expedientes com dados financeiros e previdenciários das unidades integrantes do referido certame. COMUNICA, AINDA, que os interessados poderão extrair cópias digitais ou reprográficas, estas últimas mediante o recolhimento de emolumentos e em horário bancário, comprometendo-se a manter sigilo das mesmas. COMUNICA, FINALMENTE, que não será permitida a entrada na DICOGE 1.1, de acompanhantes dos candidatos aprovados tais como familiares, contadores e seguranças.
(26, 27 e 28/01/2010)

Fonte: Diário Oficial

Notícias Relacionadas

29/01/2010 - Notícias do Diário Oficial - Especial 5º Concurso
29/01/2010 - Notícias do Diário Oficial - parte II
29/01/2010 - Notícias do Diário Oficial - parte I
28/01/2010 - Notícias do Diário Oficial
27/01/2010 - Notícias do Diário Oficial - Especial 5º Concurso
27/01/2010 - Notícias do Diário Oficial - Especial 6º Concurso
27/01/2010 - Notícias do Diário Oficial
26/01/2010 - Notícias do Diário Oficial
21/01/2010 - Notícias do Diário Oficial
21/01/2010 - Notícias do Diário Oficial de 20 de janeiro de 2010
19/01/2010 - Notícias do Diário Oficial
18/01/2010 - Notícias do Diário Oficial
14/01/2010 - Notícias do Diário Oficial
13/01/2010 - Notícias do Diário Oficial
12/01/2010 - Notícias do Diário Oficial
10/01/2010 - Notícias do Diário Oficial - 08.01.2010
05/01/2010 - Notícias do Diário Oficial
04/01/2010 - Notícias do Diário Oficial

Em 02/02/2010 00h36
Entendo muito bem a situação dos interinos. Trabalho em cartório e sei que um dia poderei passar por essa situação. Justamente por essa razão venho estudando muito para lograr êxito em um concurso. Passei neste 6º mas ainda não sei se vou conseguir assumir um cartório a meu contento. DEUS queira que sim. Mas a vcs, interinos, vai minha mensagem: não sofram por antecedência. Não acredito que as pessoas que assumam os cartórios cheguem dispensando todos os funcionários. Eu não faria isso. Esperem para ver e ofereçam o que vcs tem de melhor: bom atendimento, clientela conquistada, conhecimento prático, etc... Muitos aprovados não tem a noção exata do que é um cartório. Quando descobrirem, pode ser que vcs voltem a ser os interinos... Então, aceitem as propostas dos novos oficiais e dêem tempo ao tempo. Ele cura tudo. Abraços.
Autor: Alexandre Alves Costa
Profissão: Cartorário e aprovado no 6º Concurso
Cidade - Estado: Ibitinga - SP
Em 01/02/2010 15h07
Não estou aqui pra desmerecer ninguém, sei que vcs (aprovados no 5º, 6º concurso), estudaram dias e noites para serem aprovados. No entanto nós interinos também dedicamos anos e anos das nossas vidas em nossos cartórios, noites, finais de semana e madrugadas sendo que o registro civil funciona em sistema de plantão. Como diz a colega Patrícia Longo, fomos psicólogos, terapeutas, e muitas outras coisas mais. Acho que estamos precisando é de mais respeito. Não é porque vcs estudaram que podem julgar saber mais em nosso ofício que nós mesmos. E pensem bem, sei que a maioria pega um cartório deficitário e não aguenta o tranco, ficam uns meses e vão embora. Pensem no que vcs vão fazer com os que estão lá a anos e tem família para cuidar, filhos pra dar o que comer, pensem bem, porque ninguém vence na vida pisando nos outros. Pensem bem, vcs são novos, estudados, podem ter um futuro bem mais brilhante que o nosso com toda essa humilhação que estamos passando. E que Deus abençoe vcs.
Autor: Milena T. Justo Silva
Profissão: Interina
Cidade - Estado: Palestina - SP
Em 31/01/2010 11h29
Peço desculpas ao mesmo tempo em que peço a correção do "raza"; rasa é com "s".
Autor: Júlio César Bezerra Rizzi
Profissão: Preposto escrevente
Cidade - Estado: Ibitinga - SP
Em 31/01/2010 11h29
Peço gentilmente a ARPEN/SP, que respeite seu próprio Código de Conduta e delete mensagens de insultos irônicos aos aprovados no 6º Concurso e manifestações de ódio e preconceito, e "ameaças" morais a quem dedicou anos de estudo e sacrifício em busca da aprovação... 
Autor: Juliana Verdu Rico
Profissão: Aprovada do 6º concurso
Cidade - Estado: Campinas - SP
Em 31/01/2010 11h28
Desde o dia 13-10-1981 trabalho no Segundo Tabelionato de Notas de Ibitinga. À época tinha 13 anos. Comecei a trabalhar por necessidade, mas acabei me "apaixonando" pelo trabalho: auxiliar, escrevente, substituto e agora (espero) tabelião/registrador. Fui aprovado neste 6o. concurso à custa de esforço próprio e sacrifício da minha família, já que o tempo disponível para os estudos é à noite. Portanto colegas não devemos fazer tábua raza dos candidatos. É bastante compreensiva a indignação, mas jamais devemos estabelecer critérios preconceituosos. Que impere o bom senso!
Autor: Júlio César Bezerra Rizzi
Profissão: Preposto escrevente
Cidade - Estado: Ibitinga - SP
Em 27/01/2010 19h01
Estou plenamente com o colega Diego de Ibirearema-SP, pois somos vizinhos de cidade e amigo de profissionalismo e pessoal tbem, minha cidade tem mais ou menos 4000 habitantes, tenho 3 filho, um pago pensão, dois não graças a Deus. Não nasci de Drs. e sim de um simples e humilde cartorário de Reg. Civil de Ourinhos-SP, que foi meu professor até esta data, nasci de lar pobre, na cidade de Jales-SP, começei minha carreira como auxiliar na época I, II e III, em Paranapuã-SP, sou designado há 8 anos em Campos Novos Paualista-SP, como que ficamos nessa? Pedir esmola, a idade já quase avançada com 48 anos, arrumar serviço aonde? Montar um Burteco pra vender pinga. Parabéns e Deus abençoe a todos os grandões.
Autor: Fárley Galego Arroio
Profissão: Tabelião designado
Cidade - Estado: Campos Novos Paulista - SP
Em 27/01/2010 19h01
Concordo plenamente com os colegas Patricia e Diego... o que podemos fazer já que o tribunal não reconhece o nosso trabalho... sou interino a 28 anos e nove meses.
Autor: Antonio Carlos da Silveira
Profissão: Escrivão Interino
Cidade - Estado: Oscar Bressane - SP
Em 27/01/2010 11h17
Que culpa temos nós interinos de não termos nascidos filhos de "Drs", que tem condições financeiras de bancarem seus filhos nos melhores cursinhos e faculdades, para que passem nos concursos públicos e assumam os lugares daqueles que a 10, 20, 30, 40 anos ninguém nunca se interessou em ocupar porque os serviços prestados eram gratuitos...que culpa temos nós interinos...se pessoas com 3 fases de um concurso estão mais preparados que nós com 10,20,30 anos de pratica na atividade??? Que culpa temos nós, se preferimos prestar um atendimento humanitário, sendo muitas vezes psicologos, assistentes sociais, terapeutas, ao invés de nós trancarmos dentro de uma sala para estudar para outros concursos???
Autor: PATRICIA LONGO
Profissão: Preposta Designada
Cidade - Estado: PONTES GESTAL - SP
Em 27/01/2010 11h17
Concordo com meu amigo...realmente...em que mundo vivemos??? Que culpa temos nós interinos de não termos nascidos filhos de "Drs", que tem condições financeiras de bancarem seus filhos nos melhores cursinhos e faculdades, para que passem nos concursos públicos e assumam os lugares daqueles que a 10, 20, 30, 40 anos ninguém nunca se interessou em ocupar porque os serviços prestados eram gratuitos...que culpa temos nós interinos...se pessoas com 3 fases de um concurso estão mais preparados que nós com 10,20,30 anos de pratica na atividade??? Que culpa temos nós, se preferimos prestar um atendimento humanitário, sendo muitas vezes psicologos, assistentes sociais, terapeutas, ao invés de nós trancarmos dentro de uma sala para estudar para outros concursos??? Aliás...vc já viu a face dos novos oficiais do 5 concurso??? Sim...porque eu dou a minha pra bater todos os dias...enquanto muitos comparecem apenas 1 vez no mês para assinarem o ponto...rs...JUSTIÇA!!! PARABÉNS...Que ela seja feita sempre!!! Que cada um na hora do julgamento - não aqui em baixo - preste suas justificativas e contorne a situação, porque não serão poucas as FAMILIAS DESTRUIDAS com este 6 concurso...rezo por todos nós que ficaremos desempregados...e também pela banca do 6 concurso, para que DEUS concedá-lhes um coração semelhante ao vosso!!!
Autor: PATRICIA LONGO
Profissão: Preposta Designada
Cidade - Estado: PONTES GESTAL - SP
Em 27/01/2010 09h15
Vejam bem recebi 6 ou 7 visitas aqui no Cartório de Ibirarema, SP, cidade pequena 6 mil habitantes, e 3 dos aprovados deixaram claro que pretendem contratar um Substituto para trabalhar, pois vão se dedicar aos estudos para outros concursos, muito legal isso, eu Oficial Interino 10 anos de cartório, casado, 2 filhos, faço o que de minha vida, muito legal essa fórmula de renovação de cartório. parabéns.
Autor: Diego Smania Bacciotti
Profissão: Tabelião Interino
Cidade - Estado: Ibirarema - SP
Deixe seu comentário
 
 
93730

Código de Conduta da Arpen-SP


  1. O site da Arpen-SP incentiva o debate responsável. Está aberta a todo tipo de opinião. Mas não aceita ofensas.
    Serão deletados comentários contendo:
    • - Insulto
    • - Difamação
    • - Manifestações de ódio e preconceito
  2. É um espaço para a troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua.
    Não serão tolerados:
    • - Ataques pessoais
    • - Ameaças
    • - Exposição da privacidade alheia
    • - Perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento
  3. Por questões de segurança, não serão aceitos comentários contendo comandos, tags ou hiperlinks.
    Se desejar indicar algum site, digite o endereço textualmente.
    Por exemplo: http://www.arpensp.org.br
  4. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado: informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos.
  5. O site defende discussões transparentes. Não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza.
  6. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.
  7. Ao critério da administração do site, serão bloqueados participantes que não respeitarem este conjunto de regras.

Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo
Praça João Mendes, 52 - conj. 1102 - 11º andar - Centro - São Paulo - SP - CEP 01501-000
Fone: (55 11) 3293-1535 - Fax: (55 11) 3293-1539

Nº de Visitas: 129.315.846
Copyright © Assessoria de Comunicação da Arpen-SP

Notícias do Diário Oficial

LEIA MAIS