Segunda-Feira, 28 de Julho de 2014 - Presidente: Ademar Custódio
E-mail Corporativo Back-up ead Clube de Compras Login com Certificado
  • Arpen-SP
  • Diretorias Regionais
  • Serviços e Projetos
  • Cursos e Eventos
  • Comunicação
  • Legislação
  • Acesso Rápido
  • Links Úteis
  • Eventos
  • Eventos

    Precisa Imprimir um Boleto para pagamento de sua Inscrição?

    Forneça o Nº da Inscrição:

Notícia da ARPEN-SP

Proposta restringe compra de terras por estrangeiros

A Câmara analisa o Projeto de Lei 2289/07, do deputado Beto Faro (PT-PA), que prevê novas regras para a aquisição de imóveis rurais no Brasil por pessoas físicas ou jurídicas estrangeiras. O objetivo do projeto, segundo o deputado, é restringir a compra de terras por estrangeiros e evitar a crescente desnacionalização do espaço fundiário rural, motivada principalmente pelo interesse na produção de biocombustíveis.

Pelo projeto, as pessoas físicas ou jurídicas estrangeiras não poderão adquirir nem arrendar imóveis rurais com mais de 35 módulos fiscais, em área contínua ou descontínua, ou com área superior a 2,5 mil hectares. No entanto, não haverá restrição à compra de imóvel de até 4 módulos fiscais nem ao arrendamento de até 10 módulos fiscais.

O módulo fiscal (medida variável para cada região) é a unidade que serve de parâmetro para classificação do imóvel rural quanto ao tamanho para fins de cálculo do Imposto Territorial Rural. A pequena propriedade é aquela com até 4 módulos fiscais; a média, com mais de 4 até 15 módulos fiscais. Já a grande propriedade é a que tem mais de 15 módulos fiscais.

Área atual

Atualmente, o limite do tamanho de propriedade que pode ser adquirida por estrangeiro é definido por outra unidade de medida: o módulo rural. De acordo com a Lei 5.709/71, as pessoas físicas e jurídicas estrangeiras não podem adquirir imóveis com área superior a 50 módulos rurais, em área contínua ou descontínua.

Um módulo rural equivale à área mínima para que um trabalhador rural possa se sustentar com a sua família. A unidade varia de acordo com a região em que o imóvel está localizado e com fatores como a qualidade do solo.

A Lei 5.709/71 exige que a aquisição de imóveis rurais com mais de 3 e menos de 50 módulos seja precedida de autorização do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Já os imóveis com área de até 3 módulos rurais podem ser adquiridos livremente.

Para se ter uma idéia entre a diferença entre módulo rural e módulo fiscal, em Hidrolândia (GO), um módulo rural mede 3 hectares, ao passo que o módulo fiscal mede 12 hectares.

Restrições a ONGs

As limitações previstas no projeto também valem para a aquisição de imóveis rurais por:

- organizações não-governamentais (ONGs) estabelecidas no Brasil mas com sede no exterior;

- ONGs brasileiras com a maior parte do orçamento proveniente de uma mesma pessoa física estrangeira ou de empresa com sede no exterior;

- fundações instituídas por pessoas físicas e jurídicas estrangeiras.

A proposta prevê que a aquisição de imóvel situado na Amazônia Legal e em área indispensável à segurança nacional terá que ser autorizada pelo Conselho de Defesa Nacional. Pela Lei 5.709/71, cabe à secretaria-geral do conselho dar autorização relativa à segurança. A lei não menciona, porém, a Amazônia Legal.

Limite territorial

O projeto mantém a estipulação, já prevista em lei, de que a soma de propriedades rurais de pessoas físicas ou jurídicas estrangeiras não poderá ser superior a 1/4 da área total em cada município. Pessoas de mesma nacionalidade estrangeira não poderão ser proprietárias de mais de 40% desse limite. A novidade é que o projeto equipara, para fins das restrições estabelecidas, a aquisição e o arrendamento.

As regras atuais para registro de imóveis adquiridos por pessoa estrangeira também foram praticamente mantidas pelo projeto. A novidade é a redução para dez dias para que os titulares de cartórios de registro de imóveis enviem para a corregedoria da Justiça dos estados a que estiverem vinculados e aos ministérios interessados informações sobre aquisições de imóveis rurais por pessoa estrangeira. Hoje, a determinação é que essas informações sejam enviadas trimestralmente.

Tramitação

O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado nas comissões de Relações Exteriores e de Defesa Nacional; de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte : Agência Câmara

Data Publicação : 18/02/2008


Voltar     Imprimir     Enviar por Email


>> ENTRE COM SEU COMENTÁRIO

Opinião Comentário Autor Data
    Neutro Quero saber com urgencia quantos hectarios mede um modulo f... Juceires Cardoso Bar... 14/01/2013   21:21
    Neutro Será que tambem poderermos ser proprietários fora do "Brasi... Antonio Domingos Per... 24/11/2011   16:50
    Neutro o modulo rural a dimensão exata,sendo que o mudulo fiscal é ... oswaldo brasil 24/05/2011   00:59
    Neutro Estou sofrendo de um cancer e preciso recorrer ao auxilio do... Jocelia 15/03/2011   19:12
    Neutro Preciso saber com urgência quanto mede o MODULO FISCAL de to... ilidia miglioli soko... 26/01/2011   12:56
    Neutro Bom dia!
Gostaria de saber qual é a menor área rural possív...
Francisco Abranches 23/01/2011   18:42
    Neutro Boa noite senhores:
Gostaria de saber quanto mede em hectar...
geni de oliveira jab... 14/04/2010   19:30
    Neutro eu queria saber qual o tamanho do módulo fiscal na Bahia... alexandre 04/12/2009   11:50
    Neutro Quanto mede um modulo fiscal na bahia?... fernando adriano bra... 17/09/2009   10:27
    Neutro eu quero saber qual é a unidade de medida mais usada em cada... thais 04/05/2009   14:15
    Neutro Bom dia Senhores e Senhoras
- Gostaria de saber onde posso ...
ANTONIO FRANCISCO DE... 01/05/2009   23:30

ENTRE COM SEU COMENTÁRIO:

  Seu nome:
Código de Conduta
  Seu e-mail:
  Sua Profissão:
  Sua Cidade:
  Sua UF:
  Você é:          
  Seu comentário:
 

Digite o texto acima:
 

Nº de Visitas: 60422094

arpensp@arpensp.org.br

Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo

Praça João Mendes, 52 - conj. 1102 - 11º andar - Centro - São Paulo - SP - CEP 01501-000

Fone: (55 11) 3293-1535 - Fax: (55 11) 3293-1539