Boletim Classificador

Acesse

Boletim Eletrônico

Cadastre-se
Busca

Em transmissão ao vivo, Arpen-SP compartilha boas práticas para os Cartórios durante pandemia

Publicado em: 08/05/2020
 
Na noite desta quinta-feira (07.05), a Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo (Arpen/SP) realizou uma transmissão ao vivo em seus canais do YouTube, Facebook e Instagram sobre o tema “RCPN em tempos de Covid-19: novos meios e estratégias para a prestação dos serviços”. Participaram da live o juiz assessor da Corregedoria Geral da Justiça de São Paulo (CGJ/SP), Alberto Gentil de Almeida Pedroso, e a registradora civil e secretária da Arpen-SP, Monete Hipólito Serra.
 
Também esteve presente, na abertura da transmissão, a presidente da Arpen/SP, Karine Boselli, que agradeceu, em nome de toda a Associação, a participação dos convidados. Em seguida, Gentil deu início ao bate-papo reforçando a peculiaridade do momento que todos vivemos. “O momento é especial e preocupante porque estamos tendo uma constante readequação de nossas atividades, e isso vem sendo traduzido por sucessivos provimentos, normas, comunicados, aos quais temos que ficar atentos o tempo todo”.
 
O juiz também fez questão de reforçar a confiança existente entre a Corregedoria e as entidades extrajudiciais. “Hoje, nós temos três cenários: se meu Cartório funciona por plantão apenas, tenho a suspensão dos atos, salvo os indispensáveis. Em um segundo modelo, se tenho atividade reduzida, em horário de funcionamento inferior ao regular, temos a dobra dos prazos. E, no terceiro modelo, com a manutenção integral das atividades, tenho a manutenção, também dos prazos. Ou seja, a Corregedoria confiou a ao registrador a decisão do melhor cenário de funcionamento de acordo com a realidade de seu Cartório. Nossa escolha foi: confiamos em vocês e sabemos do trabalho eficiente desenvolvido por todos”.
 
Monete Hipólito elogiou a decisão tomada pelo órgão. “A decisão da Corregedoria foi a melhor possível a ser tomada, já que existem diversas realidades no Estado de São Paulo; cada um se adaptando para cumprir o desafio que está sendo manter nossos serviços essenciais com toda a segurança neste momento”. O importante, segundo ela, é que “todos continuem se esforçando para realizar suas atividades, vencendo as barreiras e, ao mesmo tempo, sem serem agentes de contaminação”.
 
Na sequência, a registradora civil quis compartilhar boas práticas que vêm sendo realizadas pelos Cartórios, neste momento de pandemia, e que podem ser replicadas pelas demais serventias. Em primeiro lugar, Hipólito citou a importância de valorizar os canais de comunicação com os clientes: site, mídias sociais, WhatsApp, entre outros. “Esses canais ajudam para que os usuários só compareçam às serventias quando realmente necessário e, mais do que isso, já com os documentos certos, previamente combinados”, explicou a registradora. “Dessa forma, os atendimentos presenciais nos Cartórios podem ser agendados e se tornam muito mais rápidos”.
 
O juiz complementou: “gentileza, boa vontade, criatividade – é muito importante ter tudo isso neste momento. A forma de comunicação pode variar de acordo com cada local, pode ser até por carro de som, cartolina, Facebook. Cada lugar é de um jeito, mas o que importa é ser útil e chegar até o usuário do Cartório”.
 
Hipólito falou também sobre uma medida que algumas serventias têm adotado com êxito e que, em determinadas realidades, pode dar muito certo: o sistema de delivery, ou “leva e traz”. Ela também compartilhou uma experiência própria: “No meu caso, o Cartório do Jaraguá fica dentro de um shopping, que está fechado, mas que decidiu criar um sistema drive-thru para os clientes. Nós decidimos acatar esse sistema e deu super certo. Basta se preparar anteriormente com o cliente para que ele esteja com todos os documentos corretos na hora e você esteja preparado, sem dúvidas sobre o atendimento. Dá segurança ao usuário e, também, aos funcionários do Cartório”.
 
Outra experiência compartilhada pela secretária da Arpen-SP foi com relação à organização dos horários de atendimento na serventia. “É possível reduzir o horário de atendimento externo, porém separar um outro horário para atendimento interno, direcionado a clientes com hora marcada”, conta. “No meu Cartório, por exemplo, nós não paramos de fazer casamentos, porém separamos certo horário do dia apenas para as cerimônias, além de termos espaçado elas ao longo da semana e com intervalos maiores entre uma e outra, de modo que os casais não se esbarrem na serventia”.
 
Ao final do bate-papo, Hipólito recomendou aos espectadores que sempre conversem com seus clientes sobre os serviços que eles estão precisando. “Às vezes, conversando podemos ver que a pessoa necessita de algum serviço de Registro de Imóveis, que está disponível agora no Registro Civil”, disse a registradora, se referindo ao convênio estabelecido entre a Arpen-SP e a Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo (Arisp).
 
Gentil parabenizou o compartilhamento das boas iniciativas com demais oficiais: “isso tem que ser muito valorizado, porque, para o usuário, pouco importa em que consiste cada especialidade, o que importa para ele é se o Cartório funciona ou não funciona”. E finalizou: “Criatividade, gentileza, eficiência, isso tudo é o que torna o trabalho dos Cartórios, a cada dia, mais querido, porque a confiança do extrajudiciário ele já tem”.

 

Clique aqui e assista à íntegra da transmissão no canal da Arpen-SP no YouTube.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Deixe seu comentário
 
 
125913

Código de Conduta da Arpen-SP


  1. O site da Arpen-SP incentiva o debate responsável. Está aberta a todo tipo de opinião. Mas não aceita ofensas.
    Serão deletados comentários contendo:
    • - Insulto
    • - Difamação
    • - Manifestações de ódio e preconceito
  2. É um espaço para a troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua.
    Não serão tolerados:
    • - Ataques pessoais
    • - Ameaças
    • - Exposição da privacidade alheia
    • - Perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento
  3. Por questões de segurança, não serão aceitos comentários contendo comandos, tags ou hiperlinks.
    Se desejar indicar algum site, digite o endereço textualmente.
    Por exemplo: http://www.arpensp.org.br
  4. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado: informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos.
  5. O site defende discussões transparentes. Não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza.
  6. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.
  7. Ao critério da administração do site, serão bloqueados participantes que não respeitarem este conjunto de regras.

Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo
Praça João Mendes, 52 - conj. 1102 - 11º andar - Centro - São Paulo - SP - CEP 01501-000
Fone: (55 11) 3293-1535 - Fax: (55 11) 3293-1539

Nº de Visitas: 137.282.450
Copyright © Assessoria de Comunicação da Arpen-SP

CNJ - Portaria conjunta proíbe cremação de corpos não identificados durante pandemia

LEIA MAIS