Boletim Classificador

Acesse

Boletim Eletrônico

Cadastre-se
Busca

Cartório da Nossa Senhora do Ó

Registro Civil das Pessoas Naturais do 4º Subdistrito da Capital - Nossa Senhora do Ó

 

  • Oficial: Rodrigo da Costa Dantas
     
  • Oficial Substituto: Valdirene da Aparecida Coimbra Marinho
     
  • Endereço: Avenida Migual Conejo, 969
  • Bairro: Freguesia do Ó
     
  • CEP: 02731-060
     
  • E-mail: 4cartorionso@4cartorionso.com.br
     
  • Telefone: (0XX11) 3933-2100
     
  • Horário de Funcionamento: De segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, e aos sábados das 9h às 12h.
     
  • Instalação do Cartório: 1796
  • Serviços: Nascimentos, Casamentos, Óbitos, Procurações, Autenticações e  Reconhecimento de Firmas
     
  • Links Úteis: http://www.cartfo.hpg.ig.com.br/
     
  • ESTE CARTÓRIO CONTA COM O CERTIFICADO DE QUALIDADE DA ARPEN-SP


     

    Na Freguesia do Ó, um cartório histórico
     

     

    Poucas histórias se confundem tanto como as do cartório da Freguesia do Ó e da antiga vila de Nossa Senhora da Espectação (ou Esperança) do Bom Parto e São José, mais tarde Nossa Senhora do Ó. O bairro, fundado em 1580, é um dos mais antigos da cidade, sendo colonizado 26 anos após a fundação de São Paulo de Piratininga. A serventia da Freguesia do Ó, também é uma das mais antigas da Capital, já que foi instalado em 1796, através de decreto de 15 de setembro de 1796.

     

    As antiguidades param por aí. A serventia de Nossa Senhora do Ó está completamente informatizada, com cada um de seus 29 funcionários com comutador próprio. "Hoje em dia não é possível trabalhar se não for através da informatização. É uma necessidade do mundo moderno e aqui no cartório da Freguesia isto é mais do que claro", explica o Oficial Francisco Fazion, 68 anos, que nasceu na interiorana cidade de Pirajuí.

     

    A paixão de Francisco Fazion pelo Registro Civil começou na distante Flórida Paulista, em 1950. "Meu pai era daqueles italianos que gostavam de desbravar mato. Fomos para esta região no Oeste Paulista e como precisava trabalhar para ajudar em casa acabei conseguindo entrar no cartório da cidade e lá comecei como auxiliar", lembra Fazion, que até então já havia trabalhado como auxiliar de farmácia, auxiliar médico e de escritório de contabilidade.

     

    Em seguida, Fazion foi para a comarca de Pacaembu, onde atuou como escrevente e depois Oficial Substituto entre 1957 e 1960, além de uma breve passagem pelo 1º cartório de Notas e Ofício de Justiça. Um ano depois, estreava em um cartório da Capital, mais precisamente no Registro Civil da Lapa, até chegar, em 1962, ao cartório da Freguesia do Ó, onde encontra-se até hoje. "Gosto muito daqui. É um bairro bom, tranquilo. O movimento também é bom", reconhece. "Agora o bairro da Freguesia do Ó já evoluiu muito, antigamente toda a cercania aqui eram só de chácaras".

     

    O excessivo cuidado com a serventia faz com que Fazion raramente se ausente do cartório. "Sinto não frequentar a Arpen-SP tanto quando eu gostaria. Acontece que nada que é feito aqui sai sem que eu olhe. Nada é feito sem passar por mim. Mesmo de longe acompanho o que de mais importante acontece com a nossa classe". Em 07 de janeiro de 1852, a serventia registrou seu primeiro óbito. "Apenas lamento que a antiga Oficial não tenha tido um cuidado especial com estes livros mais antigos. Agora estou reformando todo o arquivo da serventia, para que o próximo Oficial encontre um cartório em perfeito estado", explicou o Oficial,  fazendo referência ao 1º livro de óbito da serventia. "Acredito que em dois anos estarei com o arquivo inteiro informatizado e pronto para ser microfilmado".

     

    Pelo decreto nº 5121, de 21 de julho de 1931, em seu 3º artigo, o cartório passou a funcionar com os anexos de Tabelionato de Notas, suspenso após apenas dois meses. Ainda em 1931 passou a funcionar com os Anexos de Tabelionato de Notas e, em 1938, passou a ser a 4º zona distrital do distrito de Paz de São Paulo. Em 1944, passou finalmente a usar a denominação de 4º Subdistrito.


 
Imagens do Cartório
 
 
 
 
 

Freguesia do Ó

População: 144.474 hab
Área: 10,50 km2
Densidade pop: 13.759
 
História do Bairro
 
Localizada na Zona Norte, bem no limite com a Oeste, a Freguesia do Ó está a 18 quilômetros do centro. Pode parecer pouco, mas imagine o que era essa distância no século XVI, quando o bandeirante português Manoel Preto saiu da Vila de São Paulo de Piratininga levando a mulher e 155 índios escravizados para tomar posse da imensa gleba que o pai, Antonio Preto, havia lhe dado. Presente, aliás, que a família recebeu diretamente do rei de Portugal.Quem vê o velho largo com suas casas simples e com jeitão de interior não imagina que da Freguesia do Ó saíram diversas expedições de bandeirantes na direção das atuais cidades de Jundiaí e Campinas, em busca de minérios e índios para trabalhar nos canaviais da região.
 

Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo
Praça João Mendes, 52 - conj. 1102 - 11º andar - Centro - São Paulo - SP - CEP 01501-000
Fone: (55 11) 3293-1535 - Fax: (55 11) 3293-1539

Nº de Visitas: 129.521.119
Copyright © Assessoria de Comunicação da Arpen-SP