Boletim Classificador

Acesse

Boletim Eletrônico

Cadastre-se
Busca

Clipping – Jornal Cruzeiro do Sul - Número de casamentos legais tem leve alta em Sorocaba

Publicado em: 23/04/2018


Estudo divulgado pela Fundação Seade aponta um leve crescimento na taxa de crescimento dos casamentos legais em Sorocaba. De acordo com o levantamento divulgado na semana passada, o total de matrimônios na cidade passou de 5.651, em 2015 para 5.710, em 2016. O aumento, neste caso, não chegou sequer ao índice de 2% se comparados os dois períodos. Os dados de 2017 ainda não foram tabulados. 

Em todo o Estado de São Paulo, conforme o Boletim Demográfico de abril deste ano da Fundação Seade, houve redução de 3% entre 2015 e 2016 nos registros legais; em relação a 2013, aumentaram os casamentos homoafetivos em 6,5% e uniões entre homens mais novos e mulheres com mais idade passaram de 21% no início dos anos de 1990 para 26% em 2016. O estudo não tem esse detalhamento por município. 

O estudo aponta declínio nos casamentos legais depois de período de tendência crescente em praticamente todos os anos das décadas de 2000 e 2010. Nesse ano de 2016, foram registrados 296,5 mil casamentos, 8,8 mil a menos de que o registrado no ano anterior (305,5 mil), com queda de quase 3% no volume. Do total de casamentos civis registrados, 2,1 mil eram de pessoas do mesmo sexo. Esse tipo de união adquiriu status jurídico semelhante ao da união entre homem e a mulher em 2011, por decisão do Supremo Tribunal Federal e, em 2013, por regulamentação do Conselho Nacional de Justiça, quando ficou estabelecido que todos os cartórios do país passariam a fazer o registro das uniões homoafetivas regularmente. 

Tendência confirmada 

Um casal homoafetivo consultado pelo Cruzeiro do Sul que formalizou a união no ano passado confirmou a tendência de aumento de uniões entre pessoas do mesmo sexo. Sabem que vários amigos optaram pela mesma medida e destacaram que se casar é ato da vida civil garantido a todos indistintamente. Sob a garantia de anonimato em razão do preconceito a que ainda ficam expostos ("as pessoas não aceitam, ou nos enxergam de outra forma", afirmaram) entendem que não existe diferença entre as uniões convencionais e aquela em que hoje se encontram. "A sociedade precisa aprender a conviver e a respeitar outras opções. Nós respeitamos; só pedimos o mesmo tratamento", afirmaram. 

Outro casal formado por Benedito e Alzira Gomes, já unidos em matrimônio há quase 50 anos, disse que o senso de imediatismo e a mudança de valores, ao menos segundo entendem, contribuíram para a menor adesão ao casamento legal. "Não quero parecer moralista, puritano, mas infelizmente o casamento perde espaço e desperta menos interesse no momento atual porque as pessoas se desapegaram de princípios. Não conversam, não planejam e nem têm ideia do passo que darão na vida."
 

 

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul (SP)
Deixe seu comentário
 
 
110617

Código de Conduta da Arpen-SP


  1. O site da Arpen-SP incentiva o debate responsável. Está aberta a todo tipo de opinião. Mas não aceita ofensas.
    Serão deletados comentários contendo:
    • - Insulto
    • - Difamação
    • - Manifestações de ódio e preconceito
  2. É um espaço para a troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua.
    Não serão tolerados:
    • - Ataques pessoais
    • - Ameaças
    • - Exposição da privacidade alheia
    • - Perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento
  3. Por questões de segurança, não serão aceitos comentários contendo comandos, tags ou hiperlinks.
    Se desejar indicar algum site, digite o endereço textualmente.
    Por exemplo: http://www.arpensp.org.br
  4. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado: informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos.
  5. O site defende discussões transparentes. Não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza.
  6. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.
  7. Ao critério da administração do site, serão bloqueados participantes que não respeitarem este conjunto de regras.

Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo
Praça João Mendes, 52 - conj. 1102 - 11º andar - Centro - São Paulo - SP - CEP 01501-000
Fone: (55 11) 3293-1535 - Fax: (55 11) 3293-1539

Nº de Visitas: 130.847.402
Copyright © Assessoria de Comunicação da Arpen-SP

Clipping – Diário do Litoral (SP) - Motivos de mortes por lipoaspiração não são informados corretamente em certidões

LEIA MAIS