Boletim Classificador

Acesse

Boletim Eletrônico

Cadastre-se
Busca

STF - STF Educa: cursos online abertos ao cidadão chegam a 3,6 mil inscritos em menos de uma semana

Publicado em: 11/02/2020
Nas primeiras 24 horas no ar, mais de 1,2 mil pessoas se inscreveram nos cursos online do STF Educa, projeto do Supremo Tribunal Federal em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Já são 3,6 mil inscritos em menos de uma semana.

Disponíveis na plataforma EaD do CNJ, as atividades são gratuitas e abertas a toda a sociedade. A maioria dos interessados optou pelo curso “Introdução ao Direito Constitucional e ao Controle de Constitucionalidade”, com 2.012 inscritos. Em segundo lugar na preferência, até o momento, está o curso de “Atualização Gramatical” (1.448), seguido pelo curso “Quando nasce um pai: orientações básicas sobre paternidade responsável” (168). “A procura nos surpreendeu devido ao grande volume de inscrições em tão pouco tempo”, comenta Renata Lucena, coordenadora de Desenvolvimento de Pessoas do STF.

Temas de interesse
A ideia é que a oferta ocorra em ciclos de dois meses, como neste primeiro, que vai de fevereiro a março. Para o segundo ciclo, a ser iniciado em abril, já estão previstos mais dois cursos, além dos atualmente disponíveis. A partir desses cursos iniciais, será possível analisar o perfil dos participantes e direcionar a capacitação aos temas de maior interesse. Ao preencher o formulário de inscrição, o usuário informa dados como escolaridade, renda familiar, cidade e se é servidor público (e de qual esfera).

“Promover atividades de capacitação para além do público interno, atingindo a comunidade em geral, era um sonho da área de educação a distância do STF”, afirma Renata. A intenção é que futuramente o projeto seja ampliado, utilizando a plataforma própria do Supremo. A Central do Cidadão do STF já havia recebido manifestações nesse sentido.

Os cursos são elaborados por servidores do STF que atuam como instrutores internos. Eles são adaptados ao formato autoinstrucional para permitir o aprendizado autônomo, sem tutoria. A seleção dos temas oferecidos considera a baixa necessidade de atualizações legislativas e jurisprudenciais e a detenção dos direitos autorais pelo Supremo.

Ao final do curso, os alunos recebem certificado após cumprir os requisitos para aprovação: acesso a todas as aulas, aproveitamento mínimo de 70% nas atividades e preenchimento da avaliação de reação.

Confira os cursos disponíveis e algumas avaliações dos usuários:

Introdução ao Direito Constitucional e ao Controle de Constitucionalidade
Com carga horária de 19 horas/aula, o curso busca proporcionar a compreensão adequada das questões constitucionais, do papel de uma Constituição e das técnicas de controle de constitucionalidade traduzindo-se em uma prestação jurisdicional melhor e mais célere. São apresentados conceitos constitucionais básicos e como eles têm sido desenvolvidos nos julgamentos do STF.

Atualização Gramatical
Nas 27 horas/aula, os alunos poderão aprimorar as competências comunicativas, em especial as ligadas à produção de textos escritos. O conteúdo aborda regras de colocação pronominal, coerência, coesão, regência, uso de crase, concordância e pontuação, entre outros aspectos.

Quando nasce um pai: orientações básicas sobre paternidade responsável
São oito horas/aula. Neste curso, são apresentadas informações relacionadas à paternidade responsável, de forma a sensibilizar e empoderar os pais para a participação na vida dos filhos.

Fonte: Supremo Tribunal Federal
Deixe seu comentário
 
 
386555

Código de Conduta da Arpen-SP


  1. O site da Arpen-SP incentiva o debate responsável. Está aberta a todo tipo de opinião. Mas não aceita ofensas.
    Serão deletados comentários contendo:
    • - Insulto
    • - Difamação
    • - Manifestações de ódio e preconceito
  2. É um espaço para a troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua.
    Não serão tolerados:
    • - Ataques pessoais
    • - Ameaças
    • - Exposição da privacidade alheia
    • - Perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento
  3. Por questões de segurança, não serão aceitos comentários contendo comandos, tags ou hiperlinks.
    Se desejar indicar algum site, digite o endereço textualmente.
    Por exemplo: http://www.arpensp.org.br
  4. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado: informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos.
  5. O site defende discussões transparentes. Não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza.
  6. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.
  7. Ao critério da administração do site, serão bloqueados participantes que não respeitarem este conjunto de regras.

Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo
Praça João Mendes, 52 - conj. 1102 - 11º andar - Centro - São Paulo - SP - CEP 01501-000
Fone: (55 11) 3293-1535 - Fax: (55 11) 3293-1539

Nº de Visitas: 136.012.918
Copyright © Assessoria de Comunicação da Arpen-SP

Senado - Telmário Mota pede revisão da Lei de Migração

LEIA MAIS