Boletim Classificador

Acesse

Boletim Eletrônico

Cadastre-se
Busca

Anoreg/BR lança cartilha que mostra a verdade sobre os cartórios brasileiros

Publicado em: 09/09/2021
Cartilha é um convite ao entendimento e à desmistificação a respeito de conceitos equivocados sobre os cartórios. 
 
 
A Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg/BR) juntamente com a Confederação Nacional de Notários e Registradores (CNR) lançou nesta semana uma cartilha que mostra a verdade sobre os cartórios brasileiros. O material contém informações sobre a importância desses serviços, que apesar de serem públicos, não oneram o Estado, diferente do que grande parte da população acredita.
 
O intuito da cartilha é divulgar informações relevantes sobre a atividade Notarial e Registral, para que as pessoas entendam realmente o valor do serviço realizado e como funciona o atendimento das serventias.
 
“Temas como formas de ingresso na atividade, funcionamento dos cartórios no Brasil, de que forma os cartórios são remunerados e fazem frente às suas despesas, além de diversos dados estatísticos abordando quantidade de pessoas empregadas na atividade, número de atos e serviços gratuitos realizados, títulos públicos e privados recuperados pelos cartórios, dentre outros dados relevantes são alguns exemplos que foram compilados nesse trabalho”, explicou Moema Belluzzo, presidente da Associação dos Notários e Registradores do Estado do Pará (Anoreg-PA) e diretora da CNR.
 
Os cartórios seguem a legislação à risca, garantindo a segurança jurídica de todos os envolvidos nos serviços executados. Eles são responsáveis por verificar o cumprimento de legislação, conferindo eficácia, autenticidade, publicidade e segurança aos negócios e atos que lhes são apresentados.
 
Ao todo são 13.440 cartórios distribuídos por 5.570 municípios brasileiros, e que empregam 125.786 pessoas direta ou indiretamente. Em 11 anos, as serventias arrecadaram 542 bilhões de reais sem custo algum ao Poder Público, auxiliando na aferição de receitas para o desenvolvimento social e econômico do País. Somente de 2003 a 2020, foram mais de 58 milhões de atos gratuitos realizados no Brasil. Em 30 meses, 8,7 bilhões de títulos públicos foram recuperados.

Fonte: Assessoria de Comunicação - Anoreg/BR
Deixe seu comentário
 
 
582

Código de Conduta da Arpen-SP


  1. O site da Arpen-SP incentiva o debate responsável. Está aberta a todo tipo de opinião. Mas não aceita ofensas.
    Serão deletados comentários contendo:
    • - Insulto
    • - Difamação
    • - Manifestações de ódio e preconceito
  2. É um espaço para a troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua.
    Não serão tolerados:
    • - Ataques pessoais
    • - Ameaças
    • - Exposição da privacidade alheia
    • - Perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento
  3. Por questões de segurança, não serão aceitos comentários contendo comandos, tags ou hiperlinks.
    Se desejar indicar algum site, digite o endereço textualmente.
    Por exemplo: http://www.arpensp.org.br
  4. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado: informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos.
  5. O site defende discussões transparentes. Não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza.
  6. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.
  7. Ao critério da administração do site, serão bloqueados participantes que não respeitarem este conjunto de regras.

Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo
Praça João Mendes, 52 - conj. 1102 - 11º andar - Centro - São Paulo - SP - CEP 01501-000
Fone: (55 11) 3293-1535 - Fax: (55 11) 3293-1539
E-mail: arpensp@arpensp.org.br

Nº de Visitas: 150.448.092
Copyright © Assessoria de Comunicação da Arpen-SP

Correio Braziliense - Cartórios do Brasil serão autorizados a registrar crianças com o sexo ignorado

LEIA MAIS