Boletim Classificador

Acesse

Boletim Eletrônico

Cadastre-se
Busca

G1 - Santos perde quase 6 mil vidas em um ano; número aponta para recorde de óbitos desde 2003

Publicado em: 07/04/2021
Dados divulgados pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen) mostram que a cidade registrou 5.577 mortes de março de 2020 a fevereiro de 2021, incluindo todas as causas.

Santos, no litoral de São Paulo, perdeu quase 6 mil vidas de março de 2020 a fevereiro de 2021. Os dados foram divulgados pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen) na segunda-feira (5). De acordo com a associação, os números apontam para um recorde de óbitos no município desde 2003. O balanço abrange todas as causas.

Segundo a Arpen, de março de 2020 a fevereiro de 2021, Santos registrou 5.577 mortes, número que representa 1.518 falecimentos a mais do que a média dos mesmos períodos desde 2003, ano no qual a cidade registrou um número maior de óbitos.

Em termos percentuais, o crescimento nos óbitos é de 37,3% em relação à média histórica da cidade. De acordo com a Arpen, a média de mortes em Santos sempre esteve na casa de 0,75%, e este aumento totaliza 36,5 pontos percentuais a mais no período de março a fevereiro. Em relação ao ano anterior à pandemia, de março de 2019 a fevereiro de 2020, a cidade registrou um aumento de 28% no número de falecimentos.

Ainda segundo a associação, os dados em questão abrangem o chamado 'ano da pandemia', e constam no Portal da Transparência do Registro Civil, que é abastecido em tempo real pelos cartórios administrados pela Arpen. As mortes, no entanto, incluem todas as causas, e não exclusivamente as provocadas pela Covid-19.

Fevereiro
Os dados divulgados pela associação revelam que o agravamento da pandemia no estado, registrado em fevereiro, não refletiu na realidade histórica de Santos. No mês citado, a cidade ficou abaixo da média da própria série histórica, totalizando 407 óbitos, ou seja, 33 a menos do que a média para o período.

Percentualmente, este número foi 8,1% menor do que a média histórica dos meses de fevereiro desde 2003, sendo 7,9 pontos percentuais a menor em relação à média para o período. Contudo, se comparado os meses de fevereiro de 2020 e 2021, o crescimento é de 17,6%.

De acordo com a Arpen, o número de óbitos registrados nos meses de 2021 ainda podem aumentar, porque os prazos para registro possuem um intervalo de até 15 dias entre o falecimento e o lançamento do dado no Portal da Transparência. Desta forma, a variação da média anual também pode mudar.

Prefeitura
Procurada pelo G1, a Prefeitura de Santos informou que, de março de 2020 a fevereiro de 2021, a Seção de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde registrou 4.998 óbitos. De acordo com a administração, os atestados de óbito são recebidos em um período de até 60 dias após o falecimento.

Segundo a administração, as principais causas de óbitos na cidade costumavam ser na seguinte ordem: doenças do aparelho circulatório, câncer e doenças do aparelho respiratório. Contudo, em 2020, as principais causas de óbito foram doenças infecciosas e parasitárias, na qual a Covid-19 se enquadra.

Fonte: G1
Deixe seu comentário
 
 
133714

Código de Conduta da Arpen-SP


  1. O site da Arpen-SP incentiva o debate responsável. Está aberta a todo tipo de opinião. Mas não aceita ofensas.
    Serão deletados comentários contendo:
    • - Insulto
    • - Difamação
    • - Manifestações de ódio e preconceito
  2. É um espaço para a troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua.
    Não serão tolerados:
    • - Ataques pessoais
    • - Ameaças
    • - Exposição da privacidade alheia
    • - Perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento
  3. Por questões de segurança, não serão aceitos comentários contendo comandos, tags ou hiperlinks.
    Se desejar indicar algum site, digite o endereço textualmente.
    Por exemplo: http://www.arpensp.org.br
  4. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado: informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos.
  5. O site defende discussões transparentes. Não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza.
  6. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.
  7. Ao critério da administração do site, serão bloqueados participantes que não respeitarem este conjunto de regras.

Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo
Praça João Mendes, 52 - conj. 1102 - 11º andar - Centro - São Paulo - SP - CEP 01501-000
Fone: (55 11) 3293-1535 - Fax: (55 11) 3293-1539
E-mail: arpensp@arpensp.org.br

Nº de Visitas: 145.563.401
Copyright © Assessoria de Comunicação da Arpen-SP

O Dia Online – Levantamento aponta aumento de 162% no pedido de segundas vias de certidões de óbitos e nascimentos 

LEIA MAIS