Boletim Classificador

Acesse

Boletim Eletrônico

Cadastre-se
Busca

Alesp - Criado pela Alesp, Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana completa 30 anos

Publicado em: 26/07/2021
Colegiado é responsável por investigar violações aos direitos humanos no Estado
 
Criado pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (Condepe) completa 30 anos em 2021. Desde então, o conselho vem zelando pela garantia dos direitos humanos dos cidadãos paulistas com base na Constituição.
 
A finalidade do conselho é investigar possíveis violações de direitos humanos no Estado, encaminhar os casos às autoridades responsáveis e acompanhar as providências adotadas. Além disso, cabe ao colegiado estudar e propor soluções para os problemas referentes à defesa e à garantia dos direitos fundamentais.
 
Com base nas legislações municipais, o Condepe estimula a criação e auxilia na instalação de Conselhos Municipais de Defesa dos Direitos Humanos. O órgão possui autonomia e é integrado à Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania para obter suporte administrativo, operacional e financeiro, e conta com servidores públicos para desempenhar suas funções.
 
O grupo é composto por membros de entidades da sociedade civil, representantes do Poder Executivo, do Legislativo, indicados da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ministério Público e Defensoria Pública do Estado de São Paulo.
 
A deputada Patrícia Bezerra (PSDB) é a representante da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e, além das suas funções como conselheira do grupo, faz a interlocução junto ao Poder Legislativo estadual. O deputado Maurici (PT) destacou a importância do Condepe na sociedade e parabenizou os 30 anos do conselho. "Vivemos um momento difícil, um momento em que a violência, o discurso de ódio e a intolerância estão em setores significativos, por isso comemorar os 30 anos da criação do Condepe é muito importante. É uma ferramenta importante na defesa dos direitos, na defesa da democracia", disse.
 
Pandemia
 
Zelando pela garantia dos direitos humanos e dignidade, o Condepe publicou um manifesto em prol de um auxílio emergencial e vacinação gratuita em massa.
 
A nota afirma que a crise sanitária colocou em debate a importância da ação estatal e dos serviços públicos, enfatizando a necessidade do Sistema Único de Saúde (SUS) para garantia de direitos primários, além de destacar os esforços do Estado de São Paulo para a imunização.
 
"Em especial, destacamos, no caso de São Paulo, a atuação das nossas universidades públicas e do Instituto Butantan, que, com a Coronavac, é responsável pela grande maioria das imunizações realizadas em todo o país e já desenvolve sua própria vacina, a ButanVac", declara o manifesto.
 
Além disso, o texto preza pela sanção do Projeto de Lei 146/2020, aprovado pela Assembleia Legislativa, que determina a suspensão do cumprimento de mandados de reintegração de posse, despejos e remoções judiciais ou extrajudiciais enquanto vigorar medidas temporárias de prevenção ao contágio e de enfrentamento à propagação do coronavírus.
 
A Alesp exerceu papel fundamental na aprovação do projeto que possibilitou a compra de vacinas por parte do Executivo Estadual, viabilizando a aquisição de 30 milhões de doses.

Fonte: Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo
Deixe seu comentário
 
 
879168

Código de Conduta da Arpen-SP


  1. O site da Arpen-SP incentiva o debate responsável. Está aberta a todo tipo de opinião. Mas não aceita ofensas.
    Serão deletados comentários contendo:
    • - Insulto
    • - Difamação
    • - Manifestações de ódio e preconceito
  2. É um espaço para a troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua.
    Não serão tolerados:
    • - Ataques pessoais
    • - Ameaças
    • - Exposição da privacidade alheia
    • - Perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento
  3. Por questões de segurança, não serão aceitos comentários contendo comandos, tags ou hiperlinks.
    Se desejar indicar algum site, digite o endereço textualmente.
    Por exemplo: http://www.arpensp.org.br
  4. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado: informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos.
  5. O site defende discussões transparentes. Não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza.
  6. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.
  7. Ao critério da administração do site, serão bloqueados participantes que não respeitarem este conjunto de regras.

Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo
Praça João Mendes, 52 - conj. 1102 - 11º andar - Centro - São Paulo - SP - CEP 01501-000
Fone: (55 11) 3293-1535 - Fax: (55 11) 3293-1539
E-mail: arpensp@arpensp.org.br

Nº de Visitas: 149.570.305
Copyright © Assessoria de Comunicação da Arpen-SP

TJ/SP - EPM realizará nova edição do curso ‘Faces da violência’

LEIA MAIS