Boletim Classificador

Acesse

Boletim Eletrônico

Cadastre-se
Busca

Desembargador paulista ministra palestra sobre registros e notas no TJ-AM

Publicado em: 03/09/2015
Como desdobramento de evento realizado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) no mês de julho, o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) também promoveu a palestra O Futuro dos Registros e das Notas, proferida pelo desembargador paulista Ricardo Henry Marques Dip, que também é coordenador das Serventias Extrajudiciais junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O evento aconteceu ontem (2), em Manaus, no auditório “Desembargador Arthur Virgílio”, no centro administrativo do TJAM.

Prestigiaram a palestra a presidente do TJAM, desembargadora Graça Figueiredo; a presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), desembargadora Socorro Guedes; e o corregedor-geral da Justiça do Amazonas, desembargador Flávio Pascarelli. "Fui convidado pela desembargadora Graça Figueiredo para falar sobre o futuro das notas e registros públicos, que foi uma palestra feita em São Paulo e aqui será um pouco mais extensa. O objetivo é dar um apoio às posições adotadas pela ministra Nancy Andrighi – também corregedora nacional de Justiça – nesse tema da extrajudicial", disse o desembargador.

Dip destacou a importância do trabalho dos registradores. "Penso que os registros são um cartão de visita em caráter nacional. Acho que poucos países têm um serviço de registros tão bom quanto o do Brasil". Também lembrou que as notas têm uma tradição firme e peculiar e que estão em um momento de grande ascensão. "Vejo o tema com esperança e desejo que palestras como esta ajudem a tomada de consciência de toda a comunidade jurídica sobre a importância desses serviços e de seu aprimoramento, claro, mantendo sua essência", afirmou.

Em seu pronunciamento, a presidente Graça Figueiredo agradeceu a presença do desembargador Dip e sua simplicidade ao aceitar o convite para compartilhar seu conhecimento sobre o tema. "É uma questão discutida até mesmo por meio de Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que já foi encaminhada ao Senado. O intuito é proporcionar aos magistrados, servidores e serventuários o máximo de conhecimento e reflexão", declarou.

Entre os participantes do evento estava a servidora Elcy Gomes Pessoa, da Comarca de Pauiní, que fica a 1.200 quilômetros de Manaus. Ela contou que viajou três dias para acompanhar a apresentação do desembargador Ricardo Dip. Saiu de Pauiní de voadeira, um pequeno barco com motor de popa, em uma viagem de oito horas até Boca do Acre. De lá, foi até a capital Rio Branco (AC) de carro, seguindo para Porto Velho, em Rondônia, onde pegou um voo de duas horas de duração para Manaus.

Também prestigiaram a palestra o coordenador do Norte da Corregedoria Nacional de Justiça (CNJ), desembargador Cláudio Roessing; os desembargadores João Mauro Bessa e Paulo César Lima; o promotor André Luiz de Medeiros Figueira; o corregedor-geral da Defensoria Pública do Amazonas, Luiz Maurício Oliveira Bastos; o procurador de contas Evanildo Santana Bragança; Maurício Barroso Guedes, representando o presidente da Associação Nacional de Defesa dos Concursos para Cartório (Andecc); e Juliana Follmer Bortolin Lisboa, representando a Associação dos Notários e Registradores do Estado do Amazonas (Anoreg).

Fonte: TJ-SP com informações do TJ-AM
Deixe seu comentário
 
 
855970

Código de Conduta da Arpen-SP


  1. O site da Arpen-SP incentiva o debate responsável. Está aberta a todo tipo de opinião. Mas não aceita ofensas.
    Serão deletados comentários contendo:
    • - Insulto
    • - Difamação
    • - Manifestações de ódio e preconceito
  2. É um espaço para a troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua.
    Não serão tolerados:
    • - Ataques pessoais
    • - Ameaças
    • - Exposição da privacidade alheia
    • - Perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento
  3. Por questões de segurança, não serão aceitos comentários contendo comandos, tags ou hiperlinks.
    Se desejar indicar algum site, digite o endereço textualmente.
    Por exemplo: http://www.arpensp.org.br
  4. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado: informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos.
  5. O site defende discussões transparentes. Não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza.
  6. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.
  7. Ao critério da administração do site, serão bloqueados participantes que não respeitarem este conjunto de regras.

Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo
Praça João Mendes, 52 - conj. 1102 - 11º andar - Centro - São Paulo - SP - CEP 01501-000
Fone: (55 11) 3293-1535 - Fax: (55 11) 3293-1539
E-mail: arpensp@arpensp.org.br

Nº de Visitas: 149.468.705
Copyright © Assessoria de Comunicação da Arpen-SP

Enfam divulga 62 enunciados sobre a aplicação do novo Código de Processo Civil

LEIA MAIS