Boletim Classificador

Acesse

Boletim Eletrônico

Cadastre-se
Busca

STJ - TV Justiça reprisa STJ Notícias sobre requisitos de validade para o reconhecimento de pessoas

Publicado em: 25/01/2021
Durante o recesso forense, a TV Justiça está reprisando os principais programas do STJ Notícias (STJN) de 2020 – produzido pela Coordenadoria de TV e Rádio (CRTV) do tribunal.  Esta semana, o ministro do STJ Rogerio Schietti Cruz é um dos convidados do programa, em reportagem especial sobre os requisitos de validade para o reconhecimento de pessoas.
 â€‹
Rogerio Schietti é relator de habeas corpus julgado pela Sexta Turma (HC 598.886) no qual o colegiado absolveu um homem acusado de roubo, cuja condenação não teve outra prova senão a declaração de vítimas que dizem tê-lo identificado em uma foto apresentada pela polícia. Ao explicar o entendimento aplicado ao caso, o ministro também esclarece as diretrizes estabelecidas pelo colegiado para que o reconhecimento de pessoas possa ser considerado válido. â€¯ 

"Todos os reconhecimentos que forem feitos sem a observância do que determina o artigo 226, do Código de Processo Penal, serão considerados nulos. Não poderão servir como base para condenação", enfatizou. "Ela – a prova por fotografia – pode, quando muito, servir, levar a polícia a investigar aquela pessoa para ver se obtém outras provas", completou o ministro.  

Inédito 

Com a abertura do Ano Judiciário, no dia 1° de fevereiro, o STJN retomará os programas inéditos – veiculados semanalmente – com as mais recentes decisões da corte. Na primeira edição de fevereiro, será possível conferir as principais decisões da presidência do STJ durante o recesso.

O programa traz, ainda, matérias especiais sobre o entendimento dos ministros do STJ a respeito de assuntos que impactam na vida das pessoas e os destaques de ações institucionais que chancelam o STJ como o Tribunal da Cidadania. 

Programa STJ Notícias     

O STJ Notícias vai ao ar na TV Justiça toda segunda-feira, às 21h30, com reprises terça-feira, às 11h; quarta-feira, às 7h30, e domingo, às 19h.  

Fonte: Superior Tribunal de Justiça
Deixe seu comentário
 
 
23262

Código de Conduta da Arpen-SP


  1. O site da Arpen-SP incentiva o debate responsável. Está aberta a todo tipo de opinião. Mas não aceita ofensas.
    Serão deletados comentários contendo:
    • - Insulto
    • - Difamação
    • - Manifestações de ódio e preconceito
  2. É um espaço para a troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua.
    Não serão tolerados:
    • - Ataques pessoais
    • - Ameaças
    • - Exposição da privacidade alheia
    • - Perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento
  3. Por questões de segurança, não serão aceitos comentários contendo comandos, tags ou hiperlinks.
    Se desejar indicar algum site, digite o endereço textualmente.
    Por exemplo: http://www.arpensp.org.br
  4. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado: informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos.
  5. O site defende discussões transparentes. Não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza.
  6. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.
  7. Ao critério da administração do site, serão bloqueados participantes que não respeitarem este conjunto de regras.

Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo
Praça João Mendes, 52 - conj. 1102 - 11º andar - Centro - São Paulo - SP - CEP 01501-000
Fone: (55 11) 3293-1535 - Fax: (55 11) 3293-1539
E-mail: arpensp@arpensp.org.br

Nº de Visitas: 144.393.609
Copyright © Assessoria de Comunicação da Arpen-SP

CNJ - Curso sobre Agenda 2030 está com inscrições abertas até 1º de fevereiro

LEIA MAIS