Boletim Classificador

Acesse

Boletim Eletrônico

Cadastre-se
Busca

CNJ - CNJ apresenta novas tecnologias durante o CONIP 2020

Publicado em: 03/12/2020
Plataforma Digital do Poder Judiciário (PDPJ), Juízo 100% Digital, Connect-jus (Plataforma Colaborativa de TIC do Poder Judiciário), Panorama de TIC do Poder Judiciário e DataJud são algumas das iniciativas que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) apresenta durante o 15º Congresso de Inovação no Poder Judiciário & Controle (CONIP) 2020. Essa edição do evento começou na terça (1º/12) e vai até sexta-feira (4/12).

Neste ano, o CONIP está sendo realizado de modo totalmente on-line e o CNJ conta com um stand virtual, onde apresenta ações para aperfeiçoar o trabalho do Judiciário brasileiro, principalmente no que diz respeito ao controle e à transparência administrativa e processual. “É um espaço onde podemos conversar, tirar dúvidas e iniciar de forma prática um trabalho mais colaborativo de soluções para o Poder Judiciário”, afirmou o diretor do Departamento de Tecnologia da Informação do CNJ, Thiago Vieira. Em sua fala na abertura do evento, ele destacou a inovação e a governança colaborativa e digital no Judiciário para maximizar resultados e otimizar recursos.

O congresso reúne mais de 500 participantes e 60 palestrantes para debater, inspirar tendências e apresentar projetos e estudos de caso, principalmente envolvendo tecnologia e a gestão do Poder Judiciário e do controle externo, dentre os quais se destacam: tendências no uso de inteligência artificial, governança e inovação, Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) e segurança de dados e Open Justice. Os temas promovem a atualização dos gestores públicos em prol da melhoria dos serviços prestados à sociedade.

No stand virtual do CNJ, é possível ter acesso a publicações com informações sobre o conceito colaborativo da Plataforma Digital do Poder Judiciário; as inovações com o Juízo 100% Digital; as metas e diretrizes da Estratégia Nacional do Poder Judiciário 2021-2026; o Justiça em Números 2020, com o raio-x das atividades jurisdicionais do último ano; o Panorama de TIC do Poder Judiciário (série histórica 2016-2020), com o resultado geral do IGovTIC-JUD (levantamento em maturidade de Governança de TIC do Poder Judiciário); infográficos da recomendação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD); um portfólio de soluções e um levantamento de governança, gestão e infraestrutura no âmbito da tecnologia da informação do CNJ; entre outros.

Proximidade

O visitante pode conversar diretamente com técnicos do CNJ por meio da própria plataforma e tirar dúvidas ou conhecer mais detalhadamente alguma ação do órgão para o aprimoramento do sistema Judiciário. Somente no primeiro dia de evento, o espaço virtual do Conselho obteve 236 visitas com um número total de 5.233 páginas visualizadas.

O chefe de seção de Gestão Estratégica de Tecnologia da Informação e Comunicação do CNJ, Sidney Arruda, é responsável pela interação com os visitantes e ressalta que a realização do evento on-line dinamizou o acesso à informação. “O fato do CONIP ser virtual neste ano acabou facilitando. O interessado pode receber uma informação mais aprofundada sobre o CNJ e também estabelecer contatos para possíveis colaborações futuras no intuito de oferecer serviços mais amigáveis para sociedade.”

Prêmio CONIP

O CNJ também concorre no Prêmio CONIP de Excelência no Judiciário e Controle, que vai premiar os melhores projetos de modernização do Poder Judiciário e dos órgãos de controle que contribuam para o fortalecimento da cidadania e da gestão pública. Estão participando a iniciativa Nova Replicação Nacional (DataJud), apresentado pelo diretor técnico do Departamento de Pesquisas Judiciárias (DPJ), Antonio Martins, e o Corpus 927, apresentado pelo assessor de TI na Corregedoria Nacional de Justiça, Daniel Miranda.

DataJud é responsável pelo armazenamento centralizado dos dados e metadados processuais relativos a todos os processos físicos ou eletrônicos, públicos ou sigilosos dos tribunais, com informações disponibilizadas por meio de API pública, resguardados o sigilo e a confidencialidade das informações, nos termos da legislação processual e da LGPD.

Já o Corpus 927 é um projeto oriundo de acordo de cooperação celebrado entre o CNJ, a Secretaria-Geral da Presidência da República, o Supremo Tribunal Federal (STF), o Superior Tribunal de Justiça (STJ), e a Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam), que visa aprimorar a consulta da legislação nacional.

A solenidade de entrega do Prêmio CONIP será na sexta-feira (4/12). No mesmo dia, a secretária de gestão de pessoas do CNJ, Raquel Wanderley da Cunha, participa do painel de discussões “Futuro do trabalho no Judiciário: Lições aprendidas no home office”.

Fonte: Conselho Nacional de Justiça
Deixe seu comentário
 
 
231924

Código de Conduta da Arpen-SP


  1. O site da Arpen-SP incentiva o debate responsável. Está aberta a todo tipo de opinião. Mas não aceita ofensas.
    Serão deletados comentários contendo:
    • - Insulto
    • - Difamação
    • - Manifestações de ódio e preconceito
  2. É um espaço para a troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua.
    Não serão tolerados:
    • - Ataques pessoais
    • - Ameaças
    • - Exposição da privacidade alheia
    • - Perseguições (cyber-bullying) e qualquer outro tipo de constrangimento
  3. Por questões de segurança, não serão aceitos comentários contendo comandos, tags ou hiperlinks.
    Se desejar indicar algum site, digite o endereço textualmente.
    Por exemplo: http://www.arpensp.org.br
  4. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado: informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos.
  5. O site defende discussões transparentes. Não se dispõem a servir de plataforma de propaganda ou proselitismo, de qualquer natureza.
  6. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate de idéias.
  7. Ao critério da administração do site, serão bloqueados participantes que não respeitarem este conjunto de regras.

Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo
Praça João Mendes, 52 - conj. 1102 - 11º andar - Centro - São Paulo - SP - CEP 01501-000
Fone: (55 11) 3293-1535 - Fax: (55 11) 3293-1539
E-mail: arpensp@arpensp.org.br

Nº de Visitas: 143.226.200
Copyright © Assessoria de Comunicação da Arpen-SP

Artigo - Reconhecimento de relação extraconjugal como união estável é ato coerente – Por Debora Ghelman

LEIA MAIS